Últimas Notícias

Futebol – Bicho vence jogo treino e começa a traçar sua nova característica de jogo

Toques rápidos, posse de bola e marcação “pressão”. Estas são algumas das características que vão moldando o novo Montes Claros FC, que se prepara para o recomeço nas competições oficiais em 2016. Com um time jovem (com média de idade de 20 anos), a equipe vem construindo seu novo estilo de jogo, que em nada lembra a campanha realizada no Módulo II do Mineiro, no primeiro semestre deste ano.

Futebol - Bicho vence jogo treino e começa a traçar sua nova característica de jogo
Futebol – Bicho vence jogo treino e começa a traçar sua nova característica de jogo

.

As mudanças estão acontecendo após cada dia de treino e colocadas em prática nos amistosos da equipe. No último sábado, dia 15 de agosto, o time enfrentou a equipe do Clube Atlético de Guaraciama. Jogando na casa do “Galo” – equipe existente desde a década de 1940 disputando vários torneios regionais, sendo o atual campeão amador de Bocaiuva – o Bicho venceu por 2 x 0.

.

.

No jogo

Propondo sempre um jogo franco, o time agradou o técnico Didi Ferreira, que encarou a partida como sendo o primeiro desafio maior do Montes Claros nesta fase de preparação, por ter enfrentando uma equipe mais experiente e em um estádio com melhores condições de jogo.

Seguindo as instruções de Didi – que se mantinha agitado na beira de campo, mesmo sendo um jogo treino –, os jogadores se entregaram em campo, sem fazer uso de lançamentos diretos, trabalhando com a bola nos pés e usando muitas jogadas rápidas, de infiltração.

.

.

Formação

Na partida, o Montes Claros começou com o goleiro Gabriel, os zagueiros Lucas e Athos (ambos da base, vindos da escolinha do bairro Santos Dumont), os laterais Rafael Bill e Luis Carlos, os volantes Pedrinho e David (este último também do Santos Dumont), os meias Rodriguinho e Emerson, e no ataque a dupla Daniel e Nando.

Didi usou todos os jogadores do banco – com exceção aos goleiros –, dando rotatividade especialmente para os jovens atletas da base do clube, que estão em processo de adaptação aos treinamentos profissionais e a rotina de jogos mais pesados.

Por Ricardo Guimarães