Empréstimo Consignado para aposentados, pensionistas do INSS

Últimas Notícias
Casa das Apostas Online Betway

Cemig confirma bandeira tarifária verde neste mês de janeiro

Cemig confirma bandeira tarifária verde neste mês de janeiro

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) informou que a bandeira tarifária de janeiro de 2017 será verde. Dessa forma, as contas de energia dos consumidores brasileiros não terão a incidência dos custos de energia proveniente de usinas termelétricas.

Cemig confirma bandeira tarifária verde neste mês de janeiro
Cemig confirma bandeira tarifária verde neste mês de janeiro

 

Segundo a Aneel, conforme relatório do Programa Mensal de Operação (PMO) do Operador Nacional do Sistema (ONS), a condição hidrológica favorável determinou o acionamento de térmica com Custo Variável Unitário (CVU) abaixo de R$ 211,28 por megawatt-hora (R$/MWh). O valor da térmica acionada ficou em 128,65 R$/MWh e possibilitou a manutenção da bandeira verde, sem custo para todos os consumidores de energia elétrica. O anúncio ocorreu na sexta-feira (30/12).

De acordo com o superintendente de Regulação Econômico-Financeira da Cemig, Ronaldo Gomes de Abreu, apesar da boa notícia, a população deve continuar economizando energia. “A manutenção da bandeira verde representa, sem dúvida, um alívio para o bolso da população e para o sistema elétrico nacional, mas é indispensável que a energia elétrica seja consumida de forma racional e consciente, sem desperdícios”, diz o superintendente.

Entenda as bandeiras tarifárias

Em vigor desde 1º de janeiro de 2015, o sistema de bandeiras tarifárias foi criado pelo Governo Federal para sinalizar se a energia custará mais ou menos em função das condições de geração de energia, para os quatro subsistemas do Sistema Interligado Nacional (SIN).

São três os tipos de bandeiras: verde, amarela e vermelha, sendo que cada uma delas representa um valor que será cobrado na fatura de energia, e que podem mudar a cada mês, de acordo com a situação da geração de energia no momento.

Na bandeira verde não há acréscimo na fatura de energia. Na amarela, o valor acrescido será de R$0,015 por kw/h consumido e, na vermelha, que funciona com dois patamares, há o acréscimo de R$ 0,030 no patamar 1 ou de R$ 0,045 no patamar 2.

Quer saber as notícias do Jornal Montes Claros em primeira mão? Siga-nos no Facebook @jornamoc, Twitter @jornalmoc e Instagram @jornalmoc.