Últimas Notícias

Coluna do Aldeci Xavier – Preto no Branco

Coluna do Aldeci Xavier – Preto no Branco

CANDIDATURA EM JANAÚBA

O ex-deputado estadual, ex-prefeito e ex-superintendente da Codevasf, Aldimar Rodrigues, informou à coluna que o seu grupo terá candidato a deputado em Janaúba. Segundo ele, já foi iniciada a conversa, inclusive com outros grupos. Num primeiro momento, a intenção é lançar candidato a deputado estadual e, se possível, federal. Quanto à possibilidade de ser ele o nome do grupo, Dimas comentou que se for essa a escolha do grupo, enfrentará a empreitada. De qualquer forma, não descartou a possibilidade do seu próprio filho, Rodrigo Rodrigues, que hoje responde pela Codevasf em Minas, ser o nome escolhido.

NOVA EMPRESA

A coluna vem acompanhando de perto as tratativas de empresa multinacional da área de Biotecnologia, que pretende implantara fábrica em Montes Claros. A não divulgação do nome se deve a pedido dos próprios empresários e da Fiemg, para não atrapalhar os entendimentos. A novidade é que os diretores da empresa estiveram no município, na semana passada, discutindo com a prefeitura a cessão de terreno adequado. A outra informação é que eles retornam à cidade na primeira quinzena de maio para resolver a situação em definitivo e anunciar oficialmente a chegada.

UM DIA APÓS O OUTRO

Aquele ditado popular de que “nada como um dia após o outro” nunca esteve tão atual como no caso do deputado federal Júlio Delgado (PSB), que passou a perseguir o então prefeito de Montes Claros, na época Ruy Muniz, pelo fato de sua esposa, a deputada Raquel Muniz (PSD), não ter votado nele como candidato à presidência da Câmara Federal. Chegou a enviar a comissão de ética do partido para ouvir Muniz em denúncia não provada contra ele, e que, para isso, contou com o “apoio de setor da imprensa de Montes Claros”, colocado a serviço dos adversários do ex-prefeito. Pois bem, o parlamentar que sempre posou de bom moço, agora será investigado pela operação Lava-Jato, onde delator da Odebrecht revelou que ele teria recebido R$ 100 mil reais em sua campanha, com o compromisso de apresentar emendas no Congresso de interesse da empreiteira.

AUDIÊNCIA DA SAÚDE

Certamente pelas informações geradas por ocasião da audiência pública para discutir a Gestão Plena da Saúde, realizada na manhã desta quinta-feira (27), na Câmara de Montes Claros, e que teve como proponente a vereadora Maria Helena Lopes, este assunto ocupará este espaço durante toda semana. Primeiro, é preciso lembrar que convidados importantes para discussão do tema, como o prefeito Humberto Souto, representante do Ministério Público e dirigentes dos hospitais, com exceção de Otávio Braga, do Hospital Universitário, deixaram de comparecer e nem apresentaram justificativa. O governo do Estado seria representado pelo superintendente de Saúde, Maquieden Viriato, mas este também não compareceu e enviou representante. Aliás, também o presidente do Cisrun Macro Norte, prefeito Silvanei Batista, também não compareceu e nem mandou representante.

QUEM COMPARECEU

Para discutir tema tão importante como a Gestão Plena da Saúde de Montes Claros, entre os convidados, compareceram apenas João Resende, presentando a Superintendência de Saúde, Joaquim Lima (Conselho Municipal de Saúde), Otávio Braga (diretor do Hospital Universitário), o deputado estadual Carlos Pimenta (Presidente da Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa) e a secretária de Saúde, Dulce Pimenta, que apesar da boa vontade, não tem poder de decisão sobre o tema, já que é prerrogativa do prefeito, que até hoje não compareceu em nenhum evento daquela casa.

FALTA GESTÃO

Pela audiência pública realizada pela Câmara de Montes Claros, ficou evidente que todos, inclusive a secretária de Saúde Dulce Pimenta, defendem o retorno da Gestão Plena de Saúde. O impasse é que ninguém quer pagar a conta. A este respeito, o superintendente do Hospital Universitário, Otávio Rocha, foi bem claro ao afirmar que está faltando gestão por parte dos órgãos que fazem saúde pública no município. Deixou claro que está faltando boa vontade. Ele citou que, na manhã de ontem, no momento da audiência (27), 68 pessoas estavam aguardando atendimento e ainda havia 47 na espera. Frisou que não havia um leito disponível em todo município de Montes Claros para atender o sistema SUS.

SUCATEAMENTO DO SAMU

Durante sua fala na audiência da Câmara de Montes Claros, um dos assuntos levantados pelo deputado estadual, Carlos Pimenta, presidente da Comissão de Saúde da Assembleia, foi de que o Samu está sucateado. Trata-se da mais pura verdade. O que chama a atenção é que a situação mais crítica no Estado é justamente do Cisrun Macro Norte, em Montes Claros, onde foram feitas várias denúncias de irregularidades pelo ex-presidente da Comissão, deputado Arlen Santiago. O mais interessante nessa história é que o atual presidente do Cisrun, Silvanei Batista, chegou ao cargo com o apoio de Carlos Pimenta. Aliás, semana que vem tem novidades.

 

Aldeci Xavier
Aldeci Xavier