Inicio » Emprego » Governo de Minas Gerais lança projeto de captação de vagas no mercado de trabalho

Governo de Minas Gerais lança projeto de captação de vagas no mercado de trabalho


Reviewed by:
Rating:
5
On 3 de maio de 2017
Last modified:3 de maio de 2017

Summary:

Governo de Minas Gerais lança projeto de captação de vagas no mercado de trabalho

Governo de Minas Gerais lança projeto de captação de vagas no mercado de trabalho

O Projeto Busca Ativa identifica e vai atrás de empresas que podem oferecer novos postos de trabalho
O Projeto Busca Ativa identifica e vai atrás de empresas que podem oferecer novos postos de trabalho

 

As secretarias de Estado de Trabalho e Desenvolvimento Social (Sedese) e Planejamento e Gestão (Seplag) lançaram, nesta terça-feira (02/05/2017), o Projeto Busca Ativa – Sine, e inauguraram a Central de Vagas na Unidade de Atendimento Integrado UAI, Praça 7, no hipercentro de Belo Horizonte.

“A ideia é simples, a estratégia faz o movimento em direção aos empregadores. Vamos nos antecipar e unir o perfil ideal do candidato às funções requeridas para a vaga. Para isto faremos um esforço na qualificação”, anunciou a secretária de Estado de Trabalho e Desenvolvimento Social, Rosilene Rocha.

O Projeto Busca Ativa, idealizado por servidores da Subsecretaria de Estado de Trabalho e Emprego, identifica e vai atrás de empresas que podem oferecer novos postos de trabalho. “A nossa expectativa é ampliar o número de vagas em 50% na Região Metropolitana de Belo Horizonte, e em 25% no interior de Minas, ou seja, passar de 3 mil vagas por ano para  4.500 vagas/ano em BH e de 50 mil para 60 mil/ano no estado”, explicou o subsecretário de Trabalho e Emprego, Antônio Lambertucci.

O secretário de Estado de Planejamento e Gestão, Helvécio Magalhães, destacou a integração das secretarias para implantar o Busca Ativa. “A integração é um fato relevante, os dados fornecidos pela Secretaria de Fazenda, a partir de critérios e em obediência ao sigilo fiscal, permitiram concretizar a proposta: encontrar a vaga mais adequada para determinado perfil e ainda, não deixar nenhuma vaga em aberto; para isto, vamos utilizar os recursos federais e estaduais para a qualificação”, reforçou o secretário.

A iniciativa governamental foi bem recebida por comerciantes do centro, que vivenciam um panorama de fechamento de lojas. “Temos shoppings, grandes redes que precisam contratar e não sabem a quem recorrer. Agora está do lado, aqui na Praça 7, um ponto formal que fará a integração entre empresários e trabalhadores. Apesar da crise, há vagas, mas nem sempre se fica confortável com indicações. Estamos levando o projeto para comerciantes”, explicou o presidente da Associação dos Comerciantes do Hipercentro de Belo Horizonte, Flávio Froes.

Busca Ativa

O projeto Busca Ativa foi idealizado por servidores da Sedese e conquistou o segundo lugar no Prêmio Inova Minas, em 2016, na categoria “Inovação e Melhoria de Processos/Ideias Inovadoras Implementáveis”. Ele busca fortalecer a parceria com empresas minimizando os efeitos do desemprego.

Com metodologia desenvolvida pela Diretoria de Desenvolvimento de Políticas para Inclusão ao Emprego da Sedese, o Busca Ativa identifica setores da economia e empresas com probabilidade de disponibilização de vagas, por meio do movimento de trabalhadores admitidos e desligados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) e de dados cadastrais de pessoas jurídicas contribuintes do ICMS no Estado.

A partir do cruzamento desses dados, são produzidos boletins mensais com informações sobre o mercado de trabalho e uma lista de empresas que podem vir a contratar. Esse material é enviado aos 134 postos do Sine/UAI – incluindo a Central de Vagas.

 Com o relatório em mãos, as equipes das unidades Sine vão em busca das oportunidades de trabalho identificadas, potencializando assim a geração de emprego nos municípios ou regiões. Esses contatos são feitos por meio de visitas aos estabelecimentos ou por telefone.

O trabalho da Central de Captação de Vagas começou no posto do Sine instalado na Unidade de Atendimento ao Trabalhador (UAT) no bairro Gameleira, em Belo Horizonte. Desde agosto do ano passado, esse trabalho foi ampliado às unidades de Montes Claros, Mariana, Itaúna e às instaladas nas UAIs. Os demais postos estão sendo capacitados para o uso da nova metodologia.

No dia 4 de maio, equipe de técnicos da Sedese participa do Fórum de Governo, em Ituiutaba, para apresentar o projeto e treinar equipe do Sine local. Até o momento, 218 profissionais foram treinados na nova metodologia, que já alcançou 63 postos do SINE e as 28 UAI’s do estado.


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeitosas e construtivas. O espaços abaixo são destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e e-mail valido).