Últimas Notícias

Coluna da Jerusia Arruda – Direto de Brasília

Coluna da Jerusia Arruda – Direto de Brasília

RIGORES DA SECA

O Semiárido brasileiro entra no sétimo ano seguido de seca com 17% do volume de água, e o total não seria capaz de encher o maior açude da região. De acordo com o sistema Olho N’Água, do Instituto Nacional do Semiárido e Universidade Federal de Campina Grande, cerca de 24 milhões de pessoas, moradoras de 1.133 cidades do Semiárido, são diretamente afetadas pelo problema. Em algumas regiões dos Estados de Minas Gerais e do Espírito Santo, a população também sofre com os rigores da seca, com a mesma intensidade que ocorre nos Estados da região Nordeste, que compõem o Semiárido.

 

PROJETO D. HELDER CÂMARA

Nesta quarta-feira, a Agência Nacional de assistência Técnica e Extensão Rural (Anater), iniciou as tratativas da segunda etapa do projeto D. Helder Câmara, que tem como objetivo contribuir para a redução da pobreza no meio rural e das desigualdades de gênero, geração e etnia, no Semiárido e na área de atuação da Sudene. O projeto vai contemplar 63.253 famílias de 907 municípios dos Estados de Minas Gerais e Espírito Santo, e de Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe.  Somente em Minas Gerais serão 196 municípios beneficiados, com atendimento a 6.360 famílias de agricultores.

 

PLANO SAFRA

Também nesta quarta-feira, o Governo Federal lançou o Plano Safra da Agricultura Familiar 2017/2020. O programa reafirma o compromisso de ampliar a produção de alimentos saudáveis, com crédito mais barato àqueles que produzem mais de 70% da comida que chega todos os dias às mesas das famílias brasileiras. Durante o evento, realizado no Palácio do Planalto, o presidente Michel Temer também anunciou a liberação de R$ 30 bilhões para a próxima safra e os principais pontos do Plano – todos pensados para estimular as práticas sustentáveis no meio rural, que levem ao manejo adequado do solo e dos recursos hídricos, bem como a produção de energia a partir de fontes renováveis.

 

PROTESTO CONTRA O ABORTO

A tarde desta terça-feira foi de mais um protesto na Esplanada dos Ministérios. Desta vez, a mobilização foi contra o aborto. O movimento Brasil Sem Aborto, em parceria com associações pró-vida de diferentes estados e do Distrito Federal realizaram a 10ª Passeata Nacional contra o Aborto, se deslocando da Biblioteca Nacional até o gramado do Congresso Nacional. De acordo com os organizadores, o objetivo da mobilização é defender a vida desde o momento da concepção e uma das bandeiras levantadas é a aprovação do Estatuto do Nascituro, projeto de Lei 478/2007, de autoria de Luiz Bassuma (PT/BA) e Miguel Martini (PHS/MG).

O PREÇO DA GENTILEZA

No Congresso Nacional nada sai barato. Nem mesmo um elogio. Na segunda-feira, o senador Renan Calheiros (PMDB/AL) subiu à tribuna do plenário e elogiou o presidente Michel Temer, mesmo defendendo nos bastidores a renúncia de Temer, seguida de eleições diretas. No dia seguinte, senadores peemedebistas decidiram manter Calheiros na liderança do partido no Senado, mesmo com sua destituição do posto já ter sido dada como certa, exatamente por conta das críticas veementes ao governo Temer. Renan Calheiros, é claro, nega que o elogio ao presidente tenha sido uma troca de favores.

Jerusia Arruda
Jerusia Arruda