Casa das Apostas Online Betway

PÓS-GRADUAÇÃO PUC MINAS

Últimas Notícias

SAIBA MAIS AQUI - FAÇA CLICK

Inicio » Montes Claros » Montes Claros – Prefeito Humberto Souto veta projeto de libras; vereador denuncia perseguição

Montes Claros – Prefeito Humberto Souto veta projeto de libras; vereador denuncia perseguição

Montes Claros – Prefeito Humberto Souto veta projeto de libras; vereador denuncia perseguição

Montes Claros - Prefeito Humberto Souto veta projeto de libras; vereador denuncia perseguição
Montes Claros – Prefeito Humberto Souto veta projeto de libras; vereador denuncia perseguição

 

O prefeito de Montes Claros, Humberto Souto, vetou o Projeto de Lei n ° 25/2017, do vereador Valcir Soares (PTB), que dispõe sobre a obrigatoriedade da presença de um profissional capacitado para se comunicar em Linguagem Brasileira de Sinais (Libras), em agências bancárias e shoppings centers do município.

Depois de ser aprovado por unanimidade pela Câmara, o PL foi encaminhado ao Executivo, mas de acordo com o vereador Valcir, o prefeito teria perdido o prazo para sanção e posteriormente surpreendeu a Câmara com o veto.

A justificativa do prefeito diz que “o projeto merece ser integralmente vetado” e que a proposta é “formalmente inconstitucional, pois imiscui-se em matéria que não é competência do município de Montes Claros”.

Vereador Valcir Soares do PTB
Vereador Valcir Soares do PTB

 

Valcir entende que o prefeito não teve sensibilidade com a categoria, ao negar-lhes o direito de ter a comunicação facilitada. “Ele se baseia no Estatuto da Pessoa com Deficiência e numa legislação federal. Todas elas falam de inclusão e da necessidade de intérprete em diversos setores, inclusive no público, mas a própria prefeitura não cumpre as leis”, argumenta o vereador, que irá trabalhar para derrubar o veto. “Eu acredito nesta Casa para fazer justiça à comunidade dos surdos. O projeto não é inconstitucional e passou pela equipe jurídica da Câmara, antes de ser levado à votação”, disse.

O intérprete e tradutor de Libras, Jonathan Dias, presta atendimento ao Conselho da Pessoa com Deficiência, que tem entre seus membros 2 titulares e 2 suplentes deficientes auditivos. Para ele, o projeto apresentado atenua o constrangimento dos deficientes, que em Montes Claros gira em torno de 900 a 1200 surdos. E sugere que “o leque seja ampliado a outros espaços”.

Valcir denuncia perseguição

Depois de ver vetado o seu projeto pelo Executivo sem uma justificativa consistente, o vereador Valcir Soares alega que o real motivo teria sido “perseguição política”. Ele reitera que vai continuar com a sua missão na Casa, que é a de defender especialmente os deficientes.

Desde o início do mandato, em 2017, o vereador tem usado a sua voz na tribuna para denunciar as deficiências da administração. Para ele, a cidade está vivendo um período de retrocesso com obras paradas e serviços essenciais deixados à deriva.

Recentemente, na audiência pública itinerante realizada a pedido do vereador no bairro Chiquinho Guimarães, os representantes da prefeitura convidados a debater os problemas do bairro não compareceram.

Durante reunião na Câmara, o vereador solicitou que a assessoria legislativa remeta ao Executivo mais uma vez, todos os ofícios, requerimentos e demais documentos que já foram enviados. “O prefeito não nos dá resposta e, para justificar a sua falta de atitude, ainda diz que ofício não tem valor. Nunca vi isso”, desabafou Valcir.

De acordo com o vereador, o executivo não tem respeitado e nem priorizado o povo, tampouco a Câmara de vereadores. “Ele nunca nos chama para conversar e esta Casa preserva o diálogo. Os poderes são independentes, porém harmônicos, mas infelizmente não é o que está acontecendo”.

O vereador Idelfonso Oliveira (PMDB), faz coro ao vereador Valcir e aponta que administração tem cometido equívocos. “Quando vem um projeto importante para beneficiar a população o prefeito veta por questões meramente políticas. Acho isso um absurdo e no projeto de Libras, vou apoiar o vereador e votar para derrubar o veto”, afirmou.

As informações são do O Norte

Aviso

  • • Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.
  • • Os espaços de comentários em nossos artigos são destinados a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou e-mail válido)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *