Inicio » Minas Gerais » Centro de Minas » MG – Caminhoneiro morre após não conseguir parar em trânsito de protesto do MST

MG – Caminhoneiro morre após não conseguir parar em trânsito de protesto do MST

MG – Caminhoneiro morre após não conseguir parar em trânsito de protesto do MST

MG - Caminhoneiro morre após não conseguir parar em trânsito de protesto do MST
MG – Caminhoneiro morre após não conseguir parar em trânsito de protesto do MST

 

Um protesto do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) na BR-381, em Itatiaiuçu, no centro de Minas, acabou causando, indiretamente, uma tragédia na madrugada desta segunda-feira (17/07/2017).

Um caminhoneiro não conseguiu parar na fila de veículos causada pela manifestação e acabou morrendo ao bater na traseira de outro veículo de carga.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), cerca de 200 pessoas passaram a fechar a rodovia no sentido Belo Horizonte, na altura do km 540, por volta das 5h20. O motivo do protesto seria uma ordem judicial de reintegração de posse programada para acontecer nesta terça-feira (18/07/2017).

Com o fechamento da rodovia, rapidamente se formou uma fila de veículos. Pouco tempo após o início do ato, o veículo de carga acabou não conseguindo parar e bateu na traseira de outro veículo de carga que estava parado no congestionamento. O motorista do caminhão ainda não teve sua identidade divulgada.

Manifestantes atearam fogo em pneus e outros materiais na BR-381
Manifestantes atearam fogo em pneus e outros materiais na BR-381

 

Os manifestantes pediam a presença da imprensa, mas acabaram liberando o trânsito pouco antes de 8h, ainda de acordo com a PRF. Ainda conforme a corporação, a pista continua parcialmente interditada para a perícia ser feita no local do acidente. Segundo a Autopista Fernão Dias, até 9h os motoristas enfrentavam mais de 5 km de congestionamento.

Aviso: Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.Os espaços de comentários em nossos artigos são destinados a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou e-mail válido)



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *