Últimas Notícias
POS ON-LINE PUC MINAS

Coluna do Aldeci Xavier – Preto no Branco

Coluna do Aldeci Xavier – Preto no Branco

TRANSPORTE ESCOLAR

Prefeitos do Norte de Minas já alimentam a possibilidade de paralisar o transporte coletivo neste segundo semestre, ou entrar na justiça contra o Estado, que insiste em não repassar às prefeituras o pagamento pelo serviço, que é de sua responsabilidade. Para se ter ideia, já estamos na metade do ano e das 10 parcelas de responsabilidade do Governo de Minas, somente duas parcelas foram pagas. A Associação Mineira de Municípios ficou de abraçar a causa, mas até o momento não se manifestou.

QUALIDADE DO SERVIÇO

Mesmo o Governo do Estado não fazendo a sua parte para melhoria da qualidade do serviço de transporte escolar no Norte de Minas, o Consórcio Intermunicipal Multinalitário da Área Mineira da Sudene (Cimams) participará, no segundo semestre deste ano, do Prêmio Innovare 2017, que objetiva identificar, divulgar e difundir práticas que contribuam para o aprimoramento da Justiça no Brasil. O convite foi feito justamente para apresentar a proposta do consórcio na área de transporte escolar. Vale lembrar que participam das comissões julgadoras do Innovare, ministros do STF e STJ, desembargadores, promotores, juízes, defensores, advogados e outros profissionais ligados ao Poder Judiciário.

MUDANÇAS NO TRANSPORTE

No Norte de Minas, hoje, cerca de 30 municípios aderiram à licitação do transporte escolar feito pelo Cimams, que disputará o Prêmio Innovare. A novidade é que, de 40 em 40 dias, o Ministério Público, através do promotor José Aparecido, reúne com os prestadores para avaliar o serviço, a exemplo da qualidade dos ônibus, do seguro por aluno e as rotas percorridas. A proposta é implantar a experiência em outras regiões e até mesmo em outros estados.

NO CADIM

O deputado federal Weliton Brado (PMB), em conversa com este jornalista, comentou que a prefeitura de Montes Claros, depois de perder um ônibus escolar através de emenda de sua autoria, também estava perdendo recurso de emenda para ser aplicada na área de saúde. O motivo teria sido o fato de a prefeitura, naquele momento, estar com o nome no Cadin, Cadastro Informativo de Créditos não Quitados no Setor Público Federal. A conversa foi feita de forma aberta durante período em que o parlamentar esteve no Skema Quent. Resta saber se o município já regularizou sua situação.

SUCESSÃO EM MINAS

Este jornalista aproveitou a visita do deputado federal Weliton Prado (PMB) a Montes Claros para saber a posição do seu partido na disputa pelo Governo de Minas em 2018. Ele deixou claro que, por enquanto, seu partido não tomou nenhuma posição. A este respeito, vale lembrar que Prado deixou o PT por divergência dentro da agremiação, o que leva a crer que não ficará com o candidato a ser escolhido pelo Palácio Tiradentes.

FILIAÇÃO NO SOLIDARIEDADE

Até bem pouco tempo o líder rural Osmani Barbosa Neto (Osmaninho), que hoje responde pela secretaria de Agricultura de Montes Claros, alimentava o projeto político de disputar as eleições em 2018. Hoje, tal projeto vive momento de incerteza. O que está definido é que, independentemente de ser ou não candidato, ele assinará ficha de filiação no Solidariedade, devendo inclusive fazer parte da Comissão Provisória de Montes Claros. A informação foi confirmada pelo deputado Zé Silva, que é o presidente da agremiação no Estado.

 

Aldeci Xavier
Aldeci Xavier