Últimas Notícias

Coluna da Jerusia Arruda – Direto de Brasília

Coluna da Jerusia Arruda – Direto de Brasília

LIDERANÇA

Ao barrar, na quarta-feira, o pedido da Procuradoria Geral da República para que fosse processado por corrupção, o presidente Michel Temer demonstrou que ainda conta com a maioria dos votos na Câmara dos Deputados. Na votação, 227 deputados se posicionaram a favor do prosseguimento da denúncia contra Temer, e 263 foram contra. O resultado foi muito além dos 172 votos de que o presidente precisava para arquivar a iniciativa. Dezenove deputados se ausentaram e dois se abstiveram.

CATARSE

O resultado da votação da denúncia contra o presidente Temer divide opiniões. Em nota, o vice-líder do governo na Câmara, Darcísio Perondi (PMDB-RS), disse que o resultado “dá força para que o presidente continue trabalhando para tirar o Brasil da maior crise política e econômica de sua história e avançando nas reformas necessárias”. Já o líder da minoria na Câmara, José Guimarães (PT-CE), disse que o “governo ganha, mas não leva”. Segundo o petista, o governo saiu enfraquecido e perde na governabilidade, que era a única coisa que o sustentava.

TUDO DE NOVO

Mal se livrou de um processo, e o presidente Michel Temer é alvo de nova denúncia do procurador-geral da República, Rodrigo Janot. Ainda na quarta-feira, Janot pediu a inclusão do presidente Temer no inquérito que investiga a formação de quadrilha no PMDB no âmbito da Operação Lava-Jato. O procurador-geral também pediu a inclusão do ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, e do ministro da Secretaria de Governo, Moreira Franco, no mesmo inquérito. As solicitações serão apreciadas pelo ministro Edson Fachin, relator da Lava-Jato no Supremo Tribunal Federal (STF).

TEMPO SECO

O DF está em estado de alerta por causa da seca, que começou no mês maio último.   De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), nos próximos dias a umidade do ar pode chegar a 15%. Com índice tão baixo, aumenta o alerta para as doenças como bronquite, asma, rinite e pneumonia. Segundo o Inmet, somente deverá chover no final de setembro.

VIOLÊNCIA NO DF

Os índices de violência no DF estão assustando cada vez mais. Um balanço divulgado pela Secretaria de Segurança Pública na última quinta-feira mostra que os casos homicídio e estupro aumentaram em julho, em relação ao mesmo período do ano passado. De acordo com o relatório, foram 32 assassinatos em julho de 2017, contra 30 em julho de 2016. No acumulado de 2017 – ou seja, entre janeiro e julho deste ano –, foram registrados 270 casos. Segundo o governo, esse é o menor índice da série histórica desde o ano 2000. Nas estatísticas de estupro, de acordo com o estudo, o número passou de 65 ocorrências em julho para 71, entre 2016 e 2017. Na comparação acumulada, os casos registrados de estupro passaram de 379 para 486.

CONDENAÇÃO REVOGADA

Condenado por improbidade administrativa em processo referente à contratação da fórmula Indy, prevista para ocorrer no autódromo Nelson Piquet, o ex-governador do DF, Agnelo Queiroz, teve a condenação anulada pelo Tribunal de Justiça do Distrito Federal na última quarta-feira. Com a decisão da 5ª Turma, o processo volta à 2ª Vara de Fazenda Pública, onde deverá ser analisado novamente. O evento esportivo nunca chegou a acontecer, mas o GDF chegou a firmar acordos de reforma do espaço e transmissão das provas. Em fevereiro de 2016, Agnelo foi condenado à perda dos direitos políticos, por cinco anos, e do cargo público ocupado à época. Não há prazo para o novo julgamento.

 

Jerusia Arruda
Jerusia Arruda