Inicio » Norte de Minas » Norte de Minas – ANATER participa do lançamento da Rede Palma

Norte de Minas – ANATER participa do lançamento da Rede Palma

Norte de Minas – ANATER participa do lançamento da Rede Palma

A Rede tem a proposta de articular instituições estratégicas para fomentar o debate sobre a cultura da palma como instrumento de desenvolvimento econômico e social para as regiões semiáridas do Sudeste brasileiro.

Lançamento da Rede Palma em Porteirinha no Norte de Minas Gerais
Lançamento da Rede Palma em Porteirinha no Norte de Minas Gerais

 

A Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais – EPAMIG realizou, o lançamento da Rede Palma, com a proposta de articular instituições estratégicas para fomentar o debate sobre a cultura da palma como instrumento de desenvolvimento econômico e social para as regiões semiáridas do Sudeste brasileiro. O lançamento foi realizado na sede da Epamig Norte, em Porteirinha no Norte de Minas.

O presidente da Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (Anater), Valmisoney Moreira Jardim, participou da programação de lançamento. “Uma das propostas da Rede é multiplicar os campos de produção de mudas de palma para distribuir para os agricultores e fizemos questão conhecer de perto essa iniciativa porque ela tem muita relação com o projeto D. Helder Câmara, onde teremos uma ação parecida. A palma forrageira tem sido amplamente utilizada na alimentação de ruminantes, devido à sua composição nutricional e resistência ao clima, e se configura como uma importante alternativa para convivência sustentável com os rigores climáticos do Semiárido, na questão da alimentação animal”.

O presidente explica que as ações do projeto D. Helder Câmara serão realizadas até abril de 2020, beneficiando 63 mil famílias de agricultores em 11 estados do Semiárido. “A Anater é responsável pela coordenação das ações relativas à assistência técnica e extensão rural (Ater) e o grande desafio é realizar uma Ater qualificada e inovadora, capaz de promover a integração das políticas públicas voltadas para o meio rural, numa região que sofre com a estiagem prolongada”, completa.

Durante o lançamento da Rede Palma foi assinado um termo de compromisso para fomentar o diálogo e a articulação entre instituições de desenvolvimento regional, universidades, pesquisadores e membros da iniciativa privada para analisar cenários, propor ações e consolidar as potencialidades da palma no Semiárido brasileiro. Também foi lançada a 296ª edição do Informe Agropecuário sobre Cultivo de Palma Forrageira da Epamig, publicação amplamente difundida em universidades, centros de pesquisa e principalmente entre produtores rurais.


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeitosas e construtivas. O espaços abaixo são destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e e-mail valido).