POS ON-LINE PUC MINAS

Montes Claros – Polícia Civil de Montes Claros deflagra operação contra o Tráfico de Drogas e sete pessoas são presas

Montes Claros – Polícia Civil de Montes Claros deflagra operação contra o Tráfico de Drogas e sete pessoas são presas

Nesta terça-feira (10), a Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) apresentou o resultado da Operação “Obstáculo”, deflagrada depois de um ano e meio de investigações para combater o tráfico de drogas em Montes Claros. No total, foram sete pessoas presas, sendo quatro por mandado judicial e outras três em flagrante. Além das prisões, a PCMG apreendeu dinheiro, cheques, arma de fogo, drogas, aparelhos celulares e outros objetos.
Montes Claros - Polícia Civil de Montes Claros deflagra operação contra o Tráfico de Drogas e seis pessoas são presas
Montes Claros – Polícia Civil de Montes Claros deflagra operação contra o Tráfico de Drogas e seis pessoas são presas

 

Entre os presos, estão Reinaldo Aparecido da Cruz, conhecido como “Rena”, 52 anos; Sílvio Sérgio Oliveira Guimarães, “Gordo”, 41; Bruno Rafael Ferreira de Oliveira, 22; Roberto Rocha de Souza, “Beto”, 23; Maycon Guiarone Santos, 30; Gabriel Oliveira Lopes, 20, e Sônia Santos Silva, 32.

O nome dado à operação faz alusão às ações de enfrentamento ao trafico de drogas que vem sendo realizadas pela PCMG, impedindo e criando dificuldades aos envolvidos e protegendo a sociedade.

Durante as investigações, Gordo foi identificado atuando nos bairros Sumaré, Santa Rita, São Judas e adjacências com tráfico de drogas na modalidade “Tele-pó” (usuários pediam a droga por telefone e os pedidos entregues por motocicleta). Segundo apurado, Beto, Bruno e Gabriel, que recebia e revendia a droga, eram subordinados a Gordo, sendo Rena o patrão.

Ao longo dos trabalhos investigativos, Gordo chegou a ser preso em flagrante por duas vezes, em setembro de 2016, sendo apreendidos com ele 57 papelotes de cocaína, e em fevereiro deste ano com 19 papelotes de cocaína.

Além do tráfico de drogas, Gordo praticou fraude em concurso público na Prefeitura Municipal de Montes Claros, em abril de 2016. Na época, ele se associou a uma pessoa que fez a prova no lugar dele, pagando com cocaína e dinheiro pelo serviço. Gordo teria sido aprovado no certame dentro das vagas, em 5º lugar, para o cargo de motorista.

Como fruto das apurações, foi cumprido, na operação policial, mandado de prisão temporária de Rena, que possui passagens por lesão corporal, tráfico de drogas e tentativa de homicídio. Durante as buscas na residência e na fazendo de propriedade do suspeito, foram apreendidos cerca de R$7.400 em dinheiro, espingarda, bucha de maconha, cheques e aparelho celular.

Bruno e Beto também foram presos em virtude de mandado de prisão temporária, sendo que Beto também foi autuado em flagrante por tráfico de drogas pela apreensão de 18 papelotes de cocaína em sua residência. Bruno já possui passagens por tráfico de drogas e ameaça.

Maycon, que também foi preso por mandado judicial e possui passagem por tráfico, ainda foi preso em flagrante com a companheira Sônia. Com o casal foram localizados 72 papelotes de cocaína, balança de precisão e celular.

Gordo, cumprindo prisão domiciliar desde o último dia 05 de outubro, foi preso novamente, no domingo (08), pela equipe da Delegacia Especializada Antidrogas (DEA) da Regional de Montes Claros. Ele possui passagens policiais por tráfico e ameaça.

Já Gabriel, que tem passagem por roubo, foi surpreendido, na segunda-feira (09), por Policiais Civis no novo endereço residencial dele.

Objetos Apreendidos
R$7.400,00; 01 arma de fogo espingarda cartucheira; 01 bucha de maconha, cheques, telefone celular, outros objetos
18 papelotes de COCAÍNA
72 papelotes de COCAÍNA, balança de precisão, telefone celular