OI TOTAL COM FIBRA
Inicio » Internacional » América » Dois brasileiros morrem afogados em praia do Uruguai, após salvar criança

Dois brasileiros morrem afogados em praia do Uruguai, após salvar criança

Dois brasileiros morrem afogados em praia do Uruguai, após salvar criança

Dois gaúchos que passavam férias no litoral do Uruguai morreram afogados no último fim de semana. Os corpos do jornalista Robson Pandolfi, de 31 anos, e do professor de História Alexandre Blankl Batista, de 38 anos, foram encontrados na manhã do domingo, 7, na praia de Solanas, nas proximidades de Punta del Este. O afogamento ocorreu no sábado, 6, quando os dois se banhavam na companhia de um sobrinho de Robson.

O jornalista Robson Pandolfi e o professor de história Alexandre Blankl Batista morreram afogados
O jornalista Robson Pandolfi e o professor de história Alexandre Blankl Batista morreram afogados

 

A criança e os dois adultos teriam caído em uma parte mais profunda do balneário. Na tentativa de salvar o menino, Robson e Alexandre acabaram se afogando e desapareceram nas águas. O menino conseguiu se salvar. As vítimas passavam férias no Uruguai.

Alexandre Blankl Batista é natural do município de Viamão, na Região Metropolitana de Porto Alegre e lecionava História na Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste) em Marechal Cândido Rondon.

Robson Pandolfi nasceu no município de Mariano Moro, situado na região norte do Rio Grande do Sul. Ele se formou em jornalismo em 2010, era especialista em Política Internacional pela PUCRS, e mestrando em Computação Aplicada, na Unisinos. Também atuou como professor de jornalismo e de relações internacionais na Uniritter e era sócio-fundador da República – Agência de Conteúdo.

O professor de Jornalismo da Uniritter e mestre em Estudos Internacionais pela Deutsche Welle na Alemanha, Rodrigo Rodembusch, destacou a atuação de Pandolfi na universidade. “O curso de Comunicação Social da Uniritter é ainda é muito novo, com professores jovens com espírito de fazer um jornalismo ético e correto frente a este contexto que a gente vive. Robson nos trouxe uma expertise única. Era um colega muito solícito e educado. Foi uma perda muito grande”, lamentou.

Por meio de nota, o Itamaraty informou que “o Consulado Geral do Brasil em Montevidéu está acompanhando o caso dos brasileiros falecidos, e está em contato com seus familiares. Por questões de privacidade, o Itamaraty não informa detalhes sobre o caso”.

Aviso: Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.O espaço de comentários em nossos artigos é destinado a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não às pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou email válido).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *