OI TOTAL COM FIBRA
Inicio » Mais Seções » Curiosidades » Papa Francisco mostra que sabe tudo sobre futebol e o San Lorenzo

Papa Francisco mostra que sabe tudo sobre futebol e o San Lorenzo

Papa Francisco mostra que sabe tudo sobre futebol e o San Lorenzo

O Papa Francisco nunca escondeu seu amor pelo futebol, em especial por seu clube do coração, o San Lorenzo. Porém, o que muitos não imaginam é a intensidade de seu fanatismo. Na última semana, o jornalista argentino Diego Fucks, da Fox Sports local, teve uma amostra de que o pontífice é “gente como a gente”.

Francisco é "gente como a gente"
Francisco é “gente como a gente”

 

Em visita ao Vaticano, o jornalista viu o Papa passando à sua frente. Sem pestanejar, cumprimentou o pontífice e disse: “Blazina, Vanzini e Basso”, dando a deixa para que Francisco completasse o trio defensivo dos “Cuervos” em 1946, que encerrou o jejum de dez anos sem títulos do Argentino. Jorge Mario Bergoglio, que há época tinha 10 anos, voltou às memórias da infância completando, com um sorriso no rosto, com “Zubieta, Grecco, Colombo, Imbelloni, Farro, Pontoni, Martino e Silva”.

Em entrevista ao Infobae, Fucks se mostrou maravilhado com a resposta do pontífice. “Não sabia o que dizer. Me lembrei de ter lido que ele havia visto o time campeão de 46. Comecei a falar a escalação e ele ia somando os nomes. Para alguém apaixonado por futebol, é uma joia, uma peça fantástica. Depois falamos de família, pedi para abençoar minha esposa, meus filhos, meu trabalho. Ver o Papa de perto é comovente. Estive o dia todo nos ares”, afirmou o jornalista.

Bergoglio admitiu há alguns anos que acompanhou vários jogos do Ciclón in loco. Segundo o próprio Papa, ele tinha cadernos em que fazia anotações sobre o clube, seus artilheiros, cartões, jogos disputados por cada atleta. Atualmente, o pontífice não assiste mais aos jogos, devido a uma promessa feita de que não assistir televisão. Porém, os membros da Guarda Suíça, responsável por sua segurança no Vaticano, frequentemente fazem um “extra” ao reportar toda a situação do Ciclón nos campeonatos que disputa.

Em 1946, o San Lorenzo encerrou um jejum de dez anos sem canecos nacionais. À época, comandados por Pontoni, ídolo de infância de Francisco, o clube venceu o torneio com sobras, somando quatro pontos de distância para o vice-campeão, Boca Juniors, com um ataque anotou 90 gols em 30 jogos.

 

Aviso: Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.O espaço de comentários em nossos artigos é destinado a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não às pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou email válido).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *