OI TOTAL COM FIBRA
Inicio » Montes Claros » Montes Claros – Cemitérios são abandonados pela prefeitura municipal

Montes Claros – Cemitérios são abandonados pela prefeitura municipal

Montes Claros – Cemitérios são abandonados pela prefeitura municipal

Visitantes denunciam falta de cuidados com túmulos em cemitérios municipais e cobram limpeza e capina.

Moradores que vão sepultar, prestar homenagens ou visitar entes queridos enterrados nos Cemitérios Jardim da Esperança e Senhor do Bonfim, localizados no bairro Sumaré, em Montes Claros, denunciam a falta de cuidado da administração com os túmulos. Em algumas áreas, o mato alto cobre completamente os jazigos e é difícil até caminhar entre as sepulturas.

Montes Claros - Cemitérios são abandonados pela prefeitura municipal
Montes Claros – Cemitérios são abandonados pela prefeitura municipal

 

A doméstica Leila Souza conta que é difícil distinguir os túmulos por causa do mato alto no entorno. “A parte mais próxima da entrada e dos velórios está limpa. Mas a impressão que temos do restante é que o lugar nunca foi limpo ou que está completamente abandonado”, desabafa.

De acordo com um servidor que trabalha no local e que pediu para não ser identificado por medo de retaliação, o número de funcionários é insuficiente para a demanda, ainda mais nessa época do ano. O período chuvoso facilita o crescimento rápido da vegetação.

“Dessa vez a situação está pior por causa da demora em mandar uma equipe para capinar o cemitério. Esse ano já vieram duas vezes, mas não é suficiente. São oito coveiros divididos em dois turnos, que ficam se revezando entre a capina e abertura de valas. No dia que tem muito enterro eles não conseguem limpar. Quando os parentes chegam aqui e encontram o local sujo discutem como se a culpa fosse nossa, mas fazemos o possível para manter tudo arrumado. Algumas pessoas até pagam para manter os túmulos limpos e organizados”, relata o servidor.

CONTA PRÓPRIA 

O empresário Bruno Henrique dos Santos pretendo voltar no cemitério Senhor do Bonfim, onde o pai dele foi enterrado em outubro de 2014, para fazer uma limpeza na sepultura devido à falta de manutenção do cemitério.

“Da forma como está não dá para deixar uma vela porque corre risco de derreter e queimar todo o capim que cresceu em volta do túmulo. Fora que o mato alto torna o local propicio a ser usado como esconderijo para criminosos”, disse Bruno.

Em nota, a assessoria da Prefeitura de Montes Claros informou que já tem equipe no local realizando, de forma constante, a capina e a limpeza. Porém, diante da situação climática atual, de muitas chuvas, “é natural que o mato cresça” com bastante velocidade, sendo que esta situação só deve se normalizar mesmo no final de março.

Por Vitor Costa

Aviso: Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.O espaço de comentários em nossos artigos é destinado a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não às pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou email válido).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *