OI TOTAL COM FIBRA
Inicio » Colunistas » Hesiodo José » Coluna do Hesiodo José – Fragmentos Diários (aumento e também invento)

Coluna do Hesiodo José – Fragmentos Diários (aumento e também invento)

Coluna do Hesiodo José – Fragmentos Diários (aumento e também invento)

—  Extra, extra! Tem um homem dando um cavalo num lote! Extra, extra! – Gritava o menino com seus jornais em punho!

— Ei muleque, ei muleque! Você conhece o homem? – Perguntou um curioso que passava de carroça.

— Conheço,  ele se chama Frávio! – Disse o menino sem dar importância.

— Sabe onde ele mora?- Indagou o carroceiro.

— Iiiih! Que perguntação! Ali ó, é lá que ele mora! – Berrou o garoto mudando de lado da rua.

— Ô de casa! – Gritou o carroceiro batendo no portão.

— Pois não, o que desejas? – Disse um homem de estatura media, com maquiagem nos olhos e calça de lycra colada.

— Aqui que tem uma pessoa querendo dar um cavalo num lote?

— Sim, mas já dei, e você não tem nada a ver com isso ta bom?! O cú é meu e eu dou para Cavalo, Cachorro ou  Leão, dou  no lote, na rua ou até dentro da Igreja! Agora suma da minha casa! Vou matar aquele menino fofoqueiro! Ah que ódio! – Gritou batendo o portão.

Mulher do ladrão é estuprada enquanto ele assaltava

Cômico se não fosse trágico, a situação vivida por Farley T. F. Silva de 37 anos, conhecido no meio policia como “Mão de Rato”, o larápio mudou-se há pouco tempo para Montes Claros no Norte de Minas Gerais e, já coleciona boletins de ocorrências. Mas foi o próprio fora da lei que procurou a delegacia para denunciar um ato de violência sexual contra sua esposa, M, N, O, P. De 41 anos, a policia atendeu, fez as diligências conforme determina  a lei, mas não conseguiu achar os criminosos, porém achou outra coisa quando observava as câmeras das ruas adjacentes ao crime. A mulher estava parada numa esquina escura, quando passaram os indivíduos e a levaram para um matagal na saída de Montes Claros para Brasilia de Minas. Mas o que será que aquela  mulher estava fazendo sozinha ali naquele local? Estava dando cobertura ao marido que havia entrado a força  num estabelecimento comercial,  ela estava com um celular para avisá-lo caso sujasse a área. Enfim, moral da história, mulher arrombada presa  e  o  marido corno esculachado e  preso!

Riso da Hora 

 

Fica assim, amanhã tem mais.

Hesiodo José
Hesiodo José

Aviso: Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.O espaço de comentários em nossos artigos é destinado a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não às pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou email válido).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *