OI TOTAL COM FIBRA
Inicio » Montes Claros » Santa Casa de Montes Claros passa a contar com serviço de Eletrofisiologia

Santa Casa de Montes Claros passa a contar com serviço de Eletrofisiologia

Santa Casa de Montes Claros passa a contar com serviço de Eletrofisiologia

A Santa Casa de Montes Claros, buscando ampliar o atendimento e a assistência prestada aos pacientes, lança mais um serviço exclusivo na região do norte de Minas. Trata-se do procedimento de eletrofisiologia (diagnostica e trata as atividades elétricas do coração).
Santa Casa de Montes Claros passa a contar com serviço de Eletrofisiologia
Santa Casa de Montes Claros passa a contar com serviço de Eletrofisiologia
O superintendente, Maurício Sérgio, ressalta que a novidade é destinada para pacientes com arritmia cardíaca. “Os profissionais que passam a atuar em nossa Instituição já laboram esse procedimento em hospitais como o Beneficência Portuguesa e o HCor, ambos em São Paulo. Para a região será um ganho pioneiro, uma vez que antes, os pacientes que precisavam realizar a técnica, tinham que buscar atendimento fora de Montes Claros”, diz.
O especialista em arritmia cardíaca/eletrofisiologia, Bruno Barreto, que passa a realizar o método na Santa Casa a partir do próximo sábado, explica que o foco do serviço são pacientes que precisam do procedimento de alta complexidade para tratamento de ‘palpitações’. “Hoje, no norte de Minas, não tem nenhum serviço parecido. A técnica é feita através de um cateterismo cardíaco, no qual localizamos o foco de arritmia cardíaca, e posteriormente realizamos aplicações com radiofrequência”, diz. A parceria foi firmada entre os profissionais e o hospital na tarde de hoje, 26.
Eletrofisiologia 
O estudo eletrofisiológico é um estudo intracardíaco especial desenvolvido para descobrir e estudar os defeitos no sistema elétrico do coração. O sistema elétrico do coração funciona semelhante a uma bomba eletromecânica e, para bombear o sangue, necessita de um estímulo elétrico, que normalmente é gerado em uma região denominada de nó sinusal (este é o marca-passo natural do nosso coração). O nó sinusal gera de 60 a 80 pulsos em repouso a cada minuto, sendo que esses estímulos são entregues a cada célula cardíaca através de uma sofisticada rede de distribuição composta por nervos especiais, chamada de sistema de condução, permitindo então a contração do coração. Esse sistema apresenta estruturas bem definidas, que recebem nomes como nó atrioventricular, feixe de His, ramo direito e ramo esquerdo. Alterações em uma ou mais dessas estruturas podem gerar problemas graves, identificados como taquicardias (quando ocorre aceleração do ritmo cardíaco) ou bradicardias (quando o coração se torna lento). Os sintomas podem ser palpitações, “batedeira”, acompanhada de desmaios (síncopes), tonturas (pré-síncopes), cansaço, respiração curta, dor ou opressão no peito.

Aviso: Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.O espaço de comentários em nossos artigos é destinado a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não às pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou email válido).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *