Casa das Apostas Online Betway

Últimas Notícias
Curso - Fórmula da Eleição 2020
Inicio » Norte de Minas » Norte de Minas – Veranico registrado em Janeiro é um dos mais intensos dos últimos cinco anos, afirma meteorologista

Norte de Minas – Veranico registrado em Janeiro é um dos mais intensos dos últimos cinco anos, afirma meteorologista

Norte de Minas – Veranico registrado em Janeiro é um dos mais intensos dos últimos cinco anos, afirma meteorologista

Norte de Minas – Um calor escaldante e o céu claro. Tempo quente abafado e massa de ar quente e seca, que não deixa chegar nas regiões sudeste e centro-oeste do Brasil a frente fria. Estas são características  do mais conhecido como veranico ou veranito, um fenômeno meteorológico comum nas regiões meridionais do Brasil. Consiste em um período de estiagem, acompanhado por calor intenso (25-35 graus centígrados), forte insolação e baixa umidade relativa em plena estação chuvosa ou em pleno inverno.

Norte de Minas - Veranico registrado em Janeiro é um dos mais intensos dos últimos cinco anos, afirma meteorologista
Norte de Minas – Veranico registrado em Janeiro é um dos mais intensos dos últimos cinco anos, afirma meteorologista

 

Segundo  Cleber Souza, do Instituto Nacional de Meteorologia, com sede em Belo Horizonte, nunca esteve tão seco, nestas regiões como este ano de 2019. “As temperaturas variam entre 35 graus a máxima e 18 a mínima, apesar desta última ser até moderada, a sensação térmica nas cidades tem sido consideráveis ” – ressalta Souza.

Impactos

Por causa deste período prolongado de estiagem, o setor agropecuário no Norte de Minas, está em situação de alerta. O período é crítico segundo a  avaliação da Emater- MG.

De acordo com  Arcanjo Marques, o extencionista agropecuário do órgão, em Montes Claros, em Janeiro não teve nenhum milímetro de chuva. “O mês é típico do floramento, da frutificação, do enchimento dos grãos, mas sem chuva, o impacto tanto na safra de grãos, bem como na recarga das águas são perceptivos “- avalia o extencionista.

Nesta segunda-feira (28), uma reunião foi realizada na sede da Emater, em Montes Claros,  para  tratar justamente sobre a estiagem na região. “Neste momento estamos fazendo um monitoramento de toda área para identificar as perdas e as alternativas, referentes aos impactos da estiagem prolongada.Estes dados vão ser apresentados no final de do mês de março, mas o fato é que já existem muitos prejuízos no setor.  Para se ter uma ideia, dos 89 municípios que a Emater atende no Norte de Minas, 60 mil são agricultores familiares. Só na regional este número chega a 20 mil e em Montes Claros 5 mil famílias vivem desta prática, o que aumenta a nossa preocupação diante da situação” – esclareceu o extencionista.

Marques salientou ainda que a  agricultura de sequeiro, que são de milho e a de feijão, além das pastagens são as mais afetadas.  “A expectativa é que nos próximos dias as chuvas amenizem estas perdas”.

Previsões

A boa noticia,  para o setor agropecuário,no Norte de Minas  é que segundo levantamento do INMET,  as chuvas ocorram na segunda semana do mês de fevereiro deste ano, “estas precipitações poderão amenizar um pouco mais este calorão que ainda persiste nos últimos dias” – enfatiza Souza.

E complementou ainda, – a tendência é de que a partir de fevereiro até o mês de abril, deste ano, volte a ser um período chuvoso”- conclui.

Aviso

  • • Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.
  • • Os espaços de comentários em nossos artigos são destinados a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou e-mail válido)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *