FENICS 2019 - ACI

Inicio » Últimas » MG – PF prende PRFs por corrupção e envolvimento com roubos de cargas na Operação Estropie

MG – PF prende PRFs por corrupção e envolvimento com roubos de cargas na Operação Estropie

MG – PF prende PRFs por corrupção e envolvimento com roubos de cargas na Operação Estropie

MG – Os agentes agiam na região de Itaobim, na região do Vale do Jequitinhonha.

MG - PF prende PRFs por corrupção e envolvimento com roubos de cargas na Operação Estropie
MG – PF prende PRFs por corrupção e envolvimento com roubos de cargas na Operação Estropie

 

Na manhã desta quinta-feira (07/02/2019), a Polícia Federal (PF) deflagroua Operação Estropie para investigar a conduta de policiais rodoviários (PRFs) que supostamente pediam propina de motoristas e que também teriam envolvimento com quadrilhas de assalto de cargas e desvio de combustíveis. Os agentes agiam na região de Itaobim, na região do Vale do Jequitinhonha.

Seis pessoas foram presas por meio de mandados judiciais, sendo três preventivos e três temporários. Além disso, a Justiça Federal de Teófilo Otoni, na mesma região, também expediu 10 ordens de busca e apreensão. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) também participou da ação, que apura os crimes de corrupção passiva, inserção de dados falsos em sistemas de informações, receptação, associação criminosa e prevaricação.

Conforme a PF, as investigações tiveram início há nove meses e, nesta manhã, os mandados foram cumpridos nas cidades de Itaobim (um de busca e apreensão), Salinas (um de busca e apreensão e um de prisão preventiva), Cachoeira do Pajeú (três de busca e apreensão e dois de prisão temporária) e Teófilo Otoni (cinco de busca e apreensão e três de prisão preventiva).

Os seis presos foram levados para as penitenciárias Nelson Hungria, em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, e de Teófilo Otoni. Se condenados, os envolvidos poderão cumprir mais de 30 anos de reclusão.

A PRF foi procurada pela reportagem, mas não se manifestado sobre a operação, já que “os procedimentos correm em segredo de justiça”.

Aviso: Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.Os espaços de comentários em nossos artigos são destinados a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou e-mail válido)



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *