PÓS-GRADUAÇÃO PUC MINHAS em MONTES CLAROS

Obtenha mais clientes com a sua ficha do Google
Inicio » Colunistas » Hesiodo José » Coluna do Hesiodo José – Fragmentos Diários (aumento e também invento)

Coluna do Hesiodo José – Fragmentos Diários (aumento e também invento)

Coluna do Hesiodo José – Fragmentos Diários (aumento e também invento)

Inutilidades Públicas

Polícia de Bocaiuva  procura voluntários para ficarem bêbados em treinamento

Objetivo é ensinar policiais como reagir diante de cidadãos embriagados. Após o prefeito Pastor Antonio Abençoado de Jesus abolir qualquer venda de bebida alcoólica e punir com prisão e multa, o cidadão que for flagrado bebendo ou comprovadamente embriagado, quem gostava de tomar as suas, tratou de dar no pé. Assim os novos policiais não sabem como lidar com eventuais bêbados que cortam a rodovia, nesse caso o  departamento de polícia da cidade de Bocaiuva-MG  está à procura de três voluntários que se disponham a ficar embriagados para um treinamento. A polícia explicou que procura voluntários para beberem e interagirem com policiais para que eles saibam como se comportar diante de cidadãos embriagados. Os voluntários devem estar disponíveis entre 14h30 e 19h. O trabalho não será remunerado, mas todo o álcool consumido será gratuito. Mas o prefeito já avisou que se qualquer pessoa for pega com sintomas de embriaguez na cidade será imediatamente detida, mas como fazer? Já que a policia de transito avisou: “Se os voluntários dirigirem embriagados pagarão severamente nas penas da lei!”.

Pensamento do dia

“As vezes dá uma vontade,  assim não sei,  de fazer sei lá o que. Parece que ouço vozes.”

Homem Mata ex-namorada depois de terem terminado há 30 anos

Foi em Capitão Enéas a cidade arteira do Norte de Minas. “Se eu não tivesse tanto amor pelo Rio de Janeiro moraria em Capitão Enéas” Falou a cantora Anita, folheando um mapa turístico de Minas Gerais. Mas vamos a fatalidade, Deraldo de João Duzovo namorou Betinha de Toni Peidão na década de 80, jovens e pouco sonhadores um morava em Tamanduã e o outro em Tocandira, se amavam e se prometiam para a eternidade. Até o dia em que  Luzia uma prima de Betinha chegara  de Uberlândia para passar o natal, a moça mascava chicletes e fumava cigarro mentolado, usava tênis All Star e curtia Ultraje a Rigor, além de ter um fone e um walkman, para o delírio daqueles que tinham apenas como diversão,  tomar cachaça e ouvir O trio Parada Dura, na Vitrola da comunidade.  Luzia só não recebera  mais de uma centena de cartas, porque apenas poucos rapazes sabiam escrever, Betinha se mordia de ciúmes e de raiva por estar tão atrasada. A coisa ficaria pior quando Deraldo fora apresentado a prima e soltara  um peido no meio da conversa, para eles era natural, mas na cidade grande era bossal. Aquele amor então, dissolvera-se mal cheiroso como o peido no ar. Nesta semana,  Betinha,  uma linda senhora de 46 anos, casada com um ex-Peão de rodeio,  chegou para visitar Capitão Enéas e rever os amigos da Jovem Guarda.  Deraldo quando a viu naquele estado de formosura sacou da sua arma que não saia de debaixo da camisa desde quando passara a delirar, dizendo que era perseguido Por espiões americanos e atirou duzentas vezes.  Familiares disseram que não sabiam que ele estava com  arma, muito menos fora do hospício. Os Psiquiatras da cidade de Francisco Sá que o avaliaram a pedido da Justiça, disseram que aquele não era Deraldo de João Duzovo, abrindo o pátio e mostrando o dito acuado em um canto, se masturbando e rezando o Credo. Portanto é bom que o jornal mude o titulo desta matéria, pois não foi o ex-namorado quem cometeu o crime.

Riso da Hora

Fica assim, amanhã tem mais…

 

Hesiodo José
Hesiodo José

Aviso: Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.Os espaços de comentários em nossos artigos são destinados a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou e-mail válido)



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *