SMART FIT - MONTES CLAROS

Turbo Pesquisa - CLIQUE AQUI PARA MIAS INFORMAÇÕES
Inicio » Norte de Minas » Norte de Minas – Goleiro da Chapecoense ameaça a ex, rouba celular e destrói salão de Beleza em Espinosa

Norte de Minas – Goleiro da Chapecoense ameaça a ex, rouba celular e destrói salão de Beleza em Espinosa

Norte de Minas – Goleiro da Chapecoense ameaça a ex, rouba celular e destrói salão de Beleza em Espinosa

Norte de Minas – O goleiro da Chapecoense Ivan, de 35 anos, é procurado pela Polícia Militar depois de ter se envolvido em uma confusão em Espinosa, no Norte de Minas, na tarde desta quarta-feira (14).

Norte de Minas - Goleiro da Chapecoense ameaça a ex, rouba celular e destrói salão de Beleza em Espinosa
Norte de Minas – Goleiro da Chapecoense ameaça a ex, rouba celular e destrói salão de Beleza em Espinosa

 

O atleta, que na verdade se chama Gilsivan Soares da Silva, é natural da cidade e tem família no local. A motivação da briga teve início no Carvanal.

Segundo um policial que preferiu não se identificar, Ivan teria levado a mulher, de 30 anos, para curtir a festa em Santa Catarina. No entanto, ela teria desconfiado de uma traição ao ter acesso ao aparelho celular do goleiro, que estava ligado no bluetooth do carro.

Os dois discutiram e a mulher resolveu ir embora de Santa Catarina para passar o carnaval em Belo Horizonte. Na capital mineira, ela se encontrou com um jovem de 21 anos, também de Espinosa, com o qual teria começado um relacionamento.

 

Passado o Carnaval, o goleiro da Chapecoense veio até Minas para tentar reatar o relacionamento.

O rapaz de 21 anos, que teve o celular roubado pelo goleiro, foi quem acionou a polícia. Ele relatou aos militares que passava pelo Bairro São Cristóvão quando foi surpreendido por Ivan Soares. Simulando ter uma arma no porta-luvas do carro que conduzia, o autor obrigou o rapaz a entregar o celular. Logo em seguida, a ex-namorada do goleiro também procurou a polícia.

A mulher, de 30 anos, disse que estava em um salão no mesmo bairro, na Rua Montes Claros, quando Ivan Soares entrou no local e pediu para falar com ela. Poucos minutos depois, ele solicitou que ela o entregasse o celular. A ex-namorada contou que foi forçada a entregar o aparelho com uma faca no pescoço. O goleiro saiu do salão com o celular, mas retornou quando percebeu que precisaria de uma senha para acessar as informações que desejava.

A vítima relatou que ela se recusou a digitar os números e os dois entraram em luta corporal; ele chegou a quebrar a mobília do estabelecimento. Quando conseguiu imobilizar a vítima novamente com a faca no pescoço, a mulher digitou a senha, mas ficou ferida quando a arma caiu com a ponta no dorso do pé dela. Segundo a PM, a ex-namorada do goleiro foi levada ao hospital de Espinosa e sofreu uma fratura na falange proximal do pé esquerdo.

A dona do salão também foi ouvida e relatou aos militares que a discussão começou repentinamente, e o autor visivelmente foi motivado por ciúmes. Até esta publicação, o goleiro não foi encontrado.

Aviso

  • Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.
  • Os espaços de comentários em nossos artigos são destinados a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou e-mail válido)
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *