FENICS 2019 - ACI

Inicio » Economia » Motivação se faz cada vez mais necessária e cabe ao bom gestor provê-la

Motivação se faz cada vez mais necessária e cabe ao bom gestor provê-la

Motivação se faz cada vez mais necessária e cabe ao bom gestor provê-la

O treinador Muricy Ramalho costumava dizer que jogador de futebol ganhando centenas de milhares de reais e com premiações, torcida e profissionalismo não precisavam de vídeos e palestras motivacionais. Alguns anos depois, já aposentado, foi até o centro de treinamento do São Paulo, clube onde marcou época, para motivar os jogadores quando o time estava na zona de rebaixamento.

Motivação não tem a ver com dinheiro, profissionalismo, sucesso ou bom humor. É perfeitamente normal se sentir meio perdido, sem conseguir ver uma luz no fim do túnel ou a razão para acordar cedo, encarar o dia e ir trabalhar. Isso para um jogador de futebol, motoboy, CEO ou faxineiro.

E dá para dizer mais: daqui para a frente, a necessidade desse empurrão e o trabalho de bons profissionais na área motivacional serão ainda mais importantes. Abaixo vamos listar as razões para isso.

Equipes menos integradas, apesar de mais conectadas

Cada vez mais as empresas investem em contratação de profissionais para projetos, não para trabalhar na mesma unidade a longo prazo. Isso aumenta a eficiência, já que dá para focar na especialização. Mas cria menores laços, tanto burocráticos como sociais mesmo.

Não estamos aqui para discutir se isso é bom ou não, já que depende muito do caso. Mas é inegável que a maior instabilidade gera problemas de insegurança e ansiedade. Ter um bom gestor para manter o time focado e com o objetivo claro é fundamental.

Aumento da concorrência

A globalização abriu as fronteiras e permitiu que empresas chinesas dominassem na África e brasileiros tenham impacto na economia asiática. Isso aumentou a concorrência, que ficou ainda mais feroz com a internet. Hoje uma companhia como a Alibaba vende para o mundo inteiro e concorre com empresas brasileiras na venda de um tênis para um cliente do interior do país.

Novamente isso traz uma série de incertezas, instabilidade que um gestor precisa ter a habilidade para lidar. Um trimestre ruim pode ser um golpe e a motivação para não esmorecer e continuar fazendo a roda girar precisa ser encontrada.

Alto turnover, mudanças nas empresas

Os dois pontos acima se manifestam aqui. As empresas cada vez são mais enxutas e versáteis, podendo se adaptar às mudanças com maior eficiência. Essas mudanças podem ser tecnológicas, de mercado de trabalho, burocráticas, enfim, a lista pode ser grande.

E, também, foi-se o tempo que uma carreira de sucesso era ficar em uma empresa por 20, 25 anos. Hoje o turnover é alto, as mudanças são constantes, as oportunidades aparecem por todo o lado e ser bem-sucedido é ser desejado e participar dos mais diferentes projetos.

Como navegar nesse cenário de equipes em constante reconstrução e tarefas que sempre mudam? A motivação pode ser uma importante resposta aqui.

Como eu posso aplicar isso na minha empresa?

Falamos dos cenários, agora é a hora de ser mais concreto. Como motivar meus funcionários e até colegas de trabalho nesse mercado de trabalho e atividade nas empresas que mais se assemelha a uma ciranda?

Primeiro de tudo, a importância da motivação precisa estar na cultura organizacional. Ela precisa ter seu peso em toda a estrutura e hierarquia, para ações não serem isoladas. O setor de Recursos Humanos, por exemplo, tem que pensar em diferentes estratégias.

Bônus por resultados sempre são muito bem vistos e eficientes, já que aliam desempenho a recompensa. Presentes em datas especiais são mimos bastante interessantes.

Eventos em conjunto para estimular o trabalho em equipe, a criatividade e a diversão também. Dinâmicas de grupo, gincanas, festas no escritório, tudo isso serve.

Palestras também são uma ferramenta muito usada e que podem passar mensagens positivas. Hoje é bastante difundida no meio empresarial a importância de eventos desse tipo e seu potencial. E palestrantes de todos os backgrounds e experiências podem trazer muito para a mesa.

Um palestrante motivacional bastante conhecido é Rodrigo Pimentel. Capitão do BOPE (Batalhão de Operações Policiais Especiais) do Rio de Janeiro, autor do livro Elite da Tropa e consultor do filme Tropa de Elite, Pimentel não tem o perfil de um profissional de escritório em uma hierarquia comum.

(Ex-capitão do Bope, Rodrigo Pimentel palestrou sobre a necessidade de superar os desafios) Imagem: William Borges / Comércio da Franca
(Ex-capitão do Bope, Rodrigo Pimentel palestrou sobre a necessidade de superar os desafios)
Imagem: William Borges / Comércio da Franca

 

Entretanto, seu conhecimento sobre foco, disciplina, preparação e organização são universais e se traduzem para empreendimentos que nada tem a ver com os de um batalhão.

A mesma coisa serve para palestrantes como Bernardinho (seleção de Vôlei) ou então acadêmicos como Daniel Goleman.

Independentemente se a palestra e o palestrante são mais adeptos do “chacoalhão” ou são mais focados em transmissão de conhecimento, a motivação está presente ali. Seja para abrir a cabeça ou pela descarga de energia.

Pensar na motivação é vital para um gestor e receber ela e saber como canalizar é fundamental para qualquer funcionário. Dê a devida importância para ela.

Aviso: Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.Os espaços de comentários em nossos artigos são destinados a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou e-mail válido)



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *