Últimas Notícias

Thiago Neves faz golaço mas Cruzeiro perde mais uma conta a Chapecoense

Thiago Neves faz golaço mas Cruzeiro perde mais uma conta a Chapecoense

O Cruzeiro segue sem vencer no Campeonato Brasileiro. Agora, já são três jogos sem vitória, após a derrota em casa, por 2 a 1, para a Chapecoense, neste domingo (26), no Independência. O momento turbulento que o clube vive dentro e fora de campo refletiu em um futebol sem inspiração. O reflexo veio nos gols de Rildo e Aylon para a Chape. Nem mesmo o belo gol de Thiago Neves foi capaz de aplacar a ira da torcida, que vaiou o time ao fim da partida.

Thiago Neves faz golaço mas Cruzeiro perde mais uma conta a Chapecoense
Thiago Neves faz golaço mas Cruzeiro perde mais uma conta a Chapecoense

 

Próxima rodada
Na próxima rodada, o Cruzeiro encara o São Paulo, às 16 horas, no Pacaembu, no domingo, dia 2. E a Chape pega o Palmeias, no mesmo dia e horário, na Arena Condá.

Tensão
O Cruzeiro chegou ao estádio em clima de tenso. Os dirigentes desceram do ônibus sem falar com a imprensa e limitaram-se a cumprimentar os jornalistas. Tudo porque a TV Globo anunciou durante a programação do domingo uma matéria que apontaria irregularidades admnistrativas e crescimento exorbitante da dívida real do clube, que seria veiculada no Fantástico. O clube se pronunciou através de nota oficial, mas o assunto não foi tratado no estádio.

Nervosismo
Um time experiente como o Cruzeiro não sente pressão, certo? Errado. No primeiro tempo, o time de Mano Menezes visivelmente estava intranquilo por conta dos maus resultados e da necessidade de reabilitação no Campeonato Brasileiro. Muitos erros de passes. Muitas jogadas erradas. Muito reflexo do clime que paira sob o clube e a desconfiança por parte da torcida. Tanto que um grupo no estádio chegou a vaiar o time após o apito final do primeiro tempo.

Golaço
O chute de Thiago Neves, no ângulo de Tiepo foi a única comemoração do torcedor cruzeirense. E que golaço! De perna esquerda, o meia celeste acertou petardo, sem chances para o bom goleiro da Chape.

Xingamentos
Ao final do jogo, aos gritos de ‘time pipoqueiro’, os jogadores foram para o vestiário. Nos minutos finais da partida, Egídio e Fred foram os mais vaiados pelos torcedores quando pegavam na bola. Sobrou até para o técnico Mano Menezes, que  bateu boca com torcedores, que faziam gestos obscenos.