Últimas Notícias

Aplicativo desenvolvido na UFTM atua no diagnóstico da leishmaniose

Aplicativo desenvolvido na UFTM atua no diagnóstico da leishmaniose

Parceria entre os programas de pós-graduação em Medicina Tropical e Infectologia e o Mestrado de Inovação Tecnológica resultou na criação de aplicativo para diagnóstico precoce e manejo de indivíduos com leishmaniose visceral e tegumentar em áreas endêmicas. O trabalho foi realizado pelos professores e pesquisadores da Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM) Luciana de Almeida Silva Teixeira e David Calhau Jorge.

Aplicativo desenvolvido na UFTM atua no diagnóstico da leishmaniose
Aplicativo desenvolvido na UFTM atua no diagnóstico da leishmaniose

 

O aplicativo se chama LeishCare e está disponível gratuitamente para o sistema operacional Android. A ferramenta ganhou destaque pela Sociedade Brasileira de Medicina Tropical (SBMT), sendo amplamente divulgado na página oficial da entidade. O LeishCare é um aplicativo voltado ao auxílio de profissionais de saúde que atendem casos de leishmanioses visceral e tegumentar. Seu nome foi pensado para facilitar o entendimento das funcionalidades do aplicativo.

De acordo com os pesquisadores, o aplicativo é capaz de catalogar sinais observados em pacientes com leishmaniose, além de registrar, utilizando fotografias, a evolução das lesões. Além disso, o LeishCare possibilita compartilhar esses registros com outros profissionais para auxiliar no diagnóstico e tratamento, calcular o escore de gravidade, ou seja, auxiliar na identificação dos pacientes com leishmaniose visceral com maior chance de óbito e ainda disponibilizar textos com informações sobre as áreas endêmicas envolvidas no estudo e manuais de referência.

O desenvolvimento do aplicativo contou com a colaboração dos alunos dos programas de pós-graduação Priscilla Elias Ferreira da Silva, do Programa de Pós-Graduação em Medicina Tropical e Infectologia, e Gerson dos Santos Fonseca Junior, do Programa de Mestrado Profissional em Inovação Tecnológica.