Casa das Apostas Online Betway

Últimas Notícias

SAIBA MAIS AQUI - FAÇA CLICK

Conheça paisagens e castelos da Escócia que foram cenários para filmes e séries

Conheça paisagens e castelos da Escócia que foram cenários para filmes e séries

Vários filmes marcantes usaram o país britânico em suas gravações

Conheça paisagens e castelos da Escócia que foram cenários para filmes e séries
Conheça paisagens e castelos da Escócia que foram cenários para filmes e séries

 

A Escócia é um dos quatro países que fazem parte do Reino Unido, ao lado de Inglaterra, Irlanda do Norte e País de Gales. Fica no extremo Norte da Grã Bretanha e é uma terra cheia de montanhas e paisagens selvagens, que são pontos turísticos do país.

Porém, mesmo que você nunca tenha ido à Escócia, talvez reconheça uma de suas belas paisagens de algum filme. Isso porque muitos estúdios e produções famosas de Hollywood utilizaram os cenários naturais de origem escocesa para gravações.

A lista tem desde clássicos dos anos 90, como Coração Valente e O Código da Vinci, até uma das sagas mais populares dos últimos tempos: Harry Potter. Ficou curioso? Saiba quais são os filmes que têm cenas gravadas na Escócia e conheça os locais onde elas foram filmadas.

Viaduto Glenfinnan

O viaduto ferroviário que liga as cidades de Glasgow e Mallaig, através do Fort William, é muito conhecido do público que é fã de Harry Potter. O trem, na vida real, se chama Jacobite, mas, no filme, é o famoso Expresso de Hogwarts, responsável por levar o bruxo para a escola. É uma das cenas mais marcantes de toda a saga.

Castelos escoceses

A Escócia tem sua arquitetura muito baseada nos tempos medievais, sendo, consequentemente, comum encontrar castelos enormes ao visitar o país. Muitas dessas construções colossais aparecem em cenários marcantes de filmes aclamados.

Uma das maiores referências da cultura medieval escocesa, o Castelo de Doune foi usado para o episódio piloto de Game Of Thrones, série que é considerada como uma das melhores de todos os tempos. Além dela, Outlander também utilizou o castelo em seus episódios.

No cinema, o castelo inaugurado em 1400, em Stirling, na região central do país, foi utilizado no cenário de um filme clássico de um dos grupos mais famosos da comédia: Monty Python em Busca do Cálice Sagrado (1975), sátira às histórias do Rei Arthur.

No filme Robin Hood, o Príncipe dos Ladrões (1991), com Kevin Costner e Morgan Freeman, o Castelo de Alnwick, localizado no limite entre a Escócia e a Inglaterra, foi um dos cenários. Os castelos de Stirling e Mornay, são monumentos que dividiram telas com o astro Mel Gibson, no grande sucesso Coração Valente (1995).  O Castelo Eilean Donan foi uma das locações do filme Highlander: O Guerreiro Imortal (1986), que conta com astros como Christopher Lambert e Sean Connery no elenco.

Capela de Rosslyn

Fundada em 1446, a Capela, ou Catedral de Rosslyn, participa de uma das cenas mais marcantes do filme O Código da Vinci (2006). A construção que fica próxima a Edimburgo foi o local onde Robert Langdon descobriu que Sophie era descendente direta de Jesus.

Escócia digital

Um dos maiores sucessos dos Estúdios Pixar e da Disney, a animação Valente (2012) conta as aventuras da princesa Mérida no período medieval. Os cenários reproduzidos digitalmente foram inspirados em locais reais da Escócia, fotografados e retratados no filme.

Estão representados nas Terras Altas, as pedras de Callanish, posicionadas por volta de 2.900 a.C., o castelo de Urquhart, localizado às margens do Lago Ness — esse mesmo que você pensou. Além desses locais, outras paisagens naturais, e a escocesa característica, estão retratadas na animação.

Outros locais da Escócia foram usados em cenas rápidas de filmes conhecidos como Batman: O cavaleiro das Trevas Ressurge (2012), Trainspotting: Sem Limites (1996), Hamlet (1991), Transformers (2007) e Branca de Neve e o Caçador (2012).

Aviso

  • • Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.
  • • Os espaços de comentários em nossos artigos são destinados a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou e-mail válido)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *