Casa das Apostas Online Betway

Últimas Notícias

SAIBA MAIS AQUI - FAÇA CLICK

Conheça a diferença entre o canabidiol e o THC

Conheça a diferença entre o canabidiol e o THC

Conheça a diferença entre o canabidiol e o THC

A discussão sobre o uso da maconha para fins medicinais no Brasil surgiu há muitos anos, mas muitas pessoas ainda têm dúvidas sobre as substâncias encontradas na erva que causam efeitos benéficos ao corpo humano. A cannabis possui mais de 120 componentes, chamados canabinoides. Entre eles, dois são muito mais estudados e utilizados pelo mundo: o THC (tetraidrocanabinol) e o CBD (canabidiol).

Esses dois compostos agem em nosso organismo através do sistema endocanabinoide, que é composto por neurotransmissores capazes de regular algumas funções do corpo, como a memória, o apetite, a dor e o sono. Tanto o THC, como o CBD, são semelhantes aos endocanabinoides encontrados em nosso corpo, ou seja, funcionam como um complemento ao que é produzido naturalmente pelo nosso organismo.

A principal diferença entre esses dois canabinoides é em relação ao tipo de uso. O THC é comumente associado ao uso recreativo da erva, sendo o principal responsável pelo efeito que o corpo sofre após fumar maconha, por exemplo. Isso porque o THC tem funções psicoativas. Já o canabidiol tem funções não-psicoativas, ou seja, não causa os efeitos do THC. Por esse motivo, o CBD não provoca o vício, ao contrário do THC.

Por agir de maneira moduladora nesses neurotransmissores, o canabidiol é muito usado no tratamento de transtornos de origem neurológica, como o transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH), o transtorno do espectro autista e o Mal de Parkinson. Com benefícios comprovados nestes pacientes, a Anvisa já regulamentou o uso medicinal do canabidiol no Brasil em 2015 e vem, desde então, ampliando o seu uso.

Outra diferença básica entre os dois compostos é onde eles são encontrados. A planta cannabis possui diversas variações, sendo as mais famosas a maconha e o cânhamo. Enquanto o THC é mais abundante na maconha, o CBD é extraído majoritariamente do cânhamo. Por isso, o cânhamo é totalmente legalizado em mais de 30 países. Além de originar o canabidiol, a planta também serve como matéria prima para a produção de tecidos, materiais de construção e outros itens.

Muitas vezes, essas particularidades são ignoradas em meio ao debate sobre a regulamentação do uso medicinal da maconha no Brasil, já que o senso comum mistura os conceitos de CBD e THC, mesmo sendo dois compostos totalmente diferentes. Além disso, é comum algumas pessoas pensarem que os pacientes que precisam do canabidiol para o tratamento terão que fumar a erva. Este é outro erro, já que o CBD é, na maioria das vezes, consumido em forma de óleo.

Se você ficou interessado nos benefícios medicinais da cannabis e deseja saber mais sobre a diferença entre os diferentes componentes da planta, pode obter mais informações neste site. É válido ressaltar que, no Brasil, o uso ainda depende totalmente da receita médica e a liberação é analisada de acordo com o caso.

Aviso

  • • Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.
  • • Os espaços de comentários em nossos artigos são destinados a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou e-mail válido)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *