Casa das Apostas Online Betway

Últimas Notícias

SAIBA MAIS AQUI - FAÇA CLICK

Montes Claros – ACI e CDL buscam solução para reduzir impacto no mercado imobiliário da cidade

Montes Claros – ACI e CDL buscam solução para reduzir impacto no mercado imobiliário da cidade

Montes Claros – Imobiliárias se unem para promover o diálogo na renegociação de contratos com empresas.

Montes Claros - ACI e CDL buscam solução para reduzir impacto no mercado imobiliário da cidade
Montes Claros – ACI e CDL buscam solução para reduzir impacto no mercado imobiliário da cidade

 

A Associação Comercial Industrial e de Serviços de Montes Claros – ACI, a Câmara de Dirigentes Lojistas – CDL, e a Associação das Imobiliárias do Norte de Minas – AIMOB, divulgaram um memorando para todas as imobiliárias da cidade, a fim de promover o diálogo neste momento de pandemia, acerca de renegociação de aluguéis de estabelecimentos comerciais.

“O cenário inerente à pandemia de COVID-19 determinou a diversos setores econômicos a redução substancial de suas atividades comerciais e até mesmo em casos extremos, a paralisação, seja por determinação legal ou ainda, prevenção espontânea dos riscos de transmissão viral, com queda geral de faturamento das empresas”, pontua Leonardo Vasconcelos, presidente da ACI. “Esta realidade afetará a saúde financeira da classe empresarial do município, especialmente, àqueles diretamente afetados pela imposição de paralisação de suas atividades por entes públicos. Daí, entendemos que algumas medidas podem ajudar a reduzir o impacto no orçamento e planejamento da classe empresarial”.

As entidades divulgaram um memorando com itens que estimulam o diálogo entre locatários e clientes. “Pesquisas mostram que, pelo menos, 70% dos locadores têm no recebimento do aluguel sua renda de subsistência, ou seja, o imóvel alugado é o principal meio de recursos financeiros. Então, este conjunto de proposições estruturadas pelas entidades e imobiliárias signatárias tem o objetivo de minorar o impacto da pandemia de COVID-19 na economia local”, explica Rafael Pereira e Santos, presidente da Associação das Imobiliárias do Norte de Minas.

Montes Claros tem cerca de 40 imobiliárias, pelos menos dez delas devem aderir ao compromisso junto as entidades representativas da classe empresarial de intermediar entre locador e locatário, incluindo, mas não se limitando, a buscar proposição de descontos proporcionais, concessão de parcelamento, alteração de prazos de vencimento, dentre outras soluções pertinentes que poderão ser pactuadas entre as “partes”, referentes aos aluguéis inerentes ao período compreendido entre 20 de março de 2020 a 31 de maio de 2020, podendo o período ser prorrogado.

O ajuste deverá será realizado exclusivamente mediante entendimento entre Locador- Locatário, que poderão escolher o modelo de renegociação que melhor lhes convier, atuando as imobiliárias como mediadoras. Este esforço viabiliza aos locadores o perdão de juros, multas e correção monetária dos aluguéis vencíveis no período acima, especialmente, àqueles inquilinos que manifestem o interesse em promover a quitação de seus débitos atrasados à vista. Tais medidas abrangem apenas contratos de caráter empresarial e/ou comercial em geral.

Para Ernandes Ferreira, presidente da CDL, “a união de entidades na busca de soluções representa nossos valores, nossa missão de contribuir para o bem comum. “Sabemos que os aluguéis são tratados entre locador e locatários, porém, como representantes da classe empresarial, sugerimos uma direção neste momento de crise, no qual as relações comerciais precisam ser transparentes. Entendemos a necessidade de todos, com foco no lado solidário, pois é um momento de sacrifício coletivo, visando a solidariedade e sobrevivência”.

Aviso

  • • Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.
  • • Os espaços de comentários em nossos artigos são destinados a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou e-mail válido)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *