Casa das Apostas Online Betway

Últimas Notícias

SAIBA MAIS AQUI - FAÇA CLICK

Carro com jogador do Cruzeiro despenca de penhasco

Carro com jogador do Cruzeiro despenca de penhasco

O volante Henrique, do Cruzeiro, sofreu um acidente de carro no fim da tarde desta sexta-feira (26) na zona rural de Brumadinho, Região Metropolitana de Belo Horizonte.

Volante Henrique, do Cruzeiro, sofre acidente de carro na Grande BH
Volante Henrique, do Cruzeiro, sofre acidente de carro na Grande BH
De acordo com informações da Polícia Militar, o atleta estava sozinho e dirigia um veículo modelo Land Rover branco. O carro caiu de um penhasco na altura do Mirante Jatobá, na estrada para o distrito de Casa Branca, em Brumadinho.
Ainda segundo a PM, o jogador não tinha sinais de fraturas ao ser socorrido. Uma unidade de resgate do Corpo de Bombeiros se deslocou ao local para socorrer o volante, que estava consciente naquele momento. Não há detalhes sobre as causas do fato.
Em nota, o Cruzeiro informou que Henrique teve apenas ferimentos leves.

Nota oficial

“O Cruzeiro Esporte Clube confirma que o atleta Henrique sofreu um acidente automobilístico na noite desta sexta-feira, 26 de junho. 

 
O jogador foi conduzido ao Mater Dei, em Belo Horizonte, onde está acompanhado pelos médicos do Clube e por profissionais do hospital.
 
Henrique está consciente, sofreu apenas ferimentos leves, e está passando por exames complementares.Nota atualizada à 1h43

O Cruzeiro atualizou, à 1h43 da madrugada deste sábado, o quadro clínico do volante Henrique. Segundo clube, os exames foram concluídos e constaram que o atleta não apresenta lesões graves.

Os exames feitos por Henrique foram concluídos há pouco.
 
O atleta não apresenta lesões graves.
 
No entanto, por precaução, o jogador permanecerá em observação no hospital.

Redes sociais

Na noite desta sexta-feira, torcedores subiram no Twitter a hashtag #ForçaHenrique para enviar energias positivas ao jogador. O tópico era o mais comentado da rede social no Brasil por volta das 23h50.

Retorno ao Cruzeiro

Henrique, de 35 anos, teve o retorno ao Cruzeiro anunciado pelo presidente Sérgio Santos Rodrigues na quarta-feira.

Ele estava emprestado ao Fluminense até dezembro de 2020. Em sete jogos este ano, todos como titular, foi substituído em duas ocasiões pelo técnico Odair Helmann.

Na live do presidente, ocorrida na quinta-feira, Henrique demonstrou nervosismo e pediu perdão à torcida por ter deixado o Cruzeiro depois do rebaixamento do clube à Série B.

“É um momento feliz e muito emocionante ao mesmo tempo. Voltar para o Cruzeiro, o lugar de onde eu nunca deveria ter saído. As vezes a gente age por impulso, por pensar que as cargas que carregamos do ano passado foram muito pesadas. A gente achou que, saindo, seria uma solução para a minha vida. Infelizmente, eu pude comprovar que não é real. O corpo foi, mas a alma ficou. Aqui está um cara de coração aberto. Já errei muito na vida e sei das minhas falhas, dos meus erros, do que eu já cometi. Peço perdão por esses erros e estou aqui, neste momento, de coração aberto, alma aberta (…) O coração falou mais alto”, disse.

Se eu decepcionei o torcedor cruzeirense o ano passado, pelo rebaixamento, me perdoem. Sou falho. Sou humano, também. Tenho a minha parcela sim. Mas vocês viram o tanto que eu lutava, me dedicava. Como Fábio e Leo também cobravam. Infelizmente, aconteceu essa tragédia. Mas volto no momento de construção porque sei que o Cruzeiro tem que voltar ao caminho, que é a Série A, e tenho certeza que você (Sérgio Rodrigues) vai dar essa direção”, complementou Henrique.

Vinculado ao Cruzeiro até dezembro de 2021, Henrique terá o salário repactuado, já que sua remuneração extrapola o teto de R$ 150 mil para a Série B – assim como o goleiro Fábio, o zagueiro Léo, o volante Ariel Cabral e o atacante Marcelo Moreno.

Trajetória

De 2016 a 2019, Henrique foi capitão do Cruzeiro, sendo responsável por erguer os troféus da Copa do Brasil (2017 e 2018) e do Campeonato Mineiro (2018 e 2019). Também fez parte dos times vencedores dos estaduais de 2008, 2009, 2011 e 2014, e dos Brasileiros de 2013 e 2014.
Com 516 partidas, o meio-campista é o oitavo atleta que mais vestiu a camisa cruzeirense. Embora seja volante de contenção, sem características de bater faltas e pênaltis, marcou 27 gols – boa parte em chutes de fora da área e finalizações de cabeça.