Empréstimo Consignado para aposentados, pensionistas do INSS

Últimas Notícias
Casa das Apostas Online Betway

Montes Claros – Dupla que levou MOC ao vice da Superliga é arma para sucesso na Superliga

Montes Claros – Dupla que levou MOC ao vice da Superliga é arma para sucesso na Superliga

Montes Claros – O Montes Claros América Vôlei conta com a presença de velhos conhecidos da cidade do Norte de Minas para recuperar sua presença entre os melhores times da Superliga masculina. Após dois anos fora dos play-offs e enfrentando dificuldades financeiras, a equipe sabe que ter no elenco jogadores identificados com o projeto pode pesar para uma melhor posição ao final da fase de classificação.

Brendle atuou em um dos times de maior investimento da Superliga na última temporada Foto: Gustavo de Araújo
Brendle atuou em um dos times de maior investimento da Superliga na última temporada
Foto: Gustavo de Araújo

 

Melhor lembrança é impossível para a torcida da cidade do que a temporada 2009/2010, quando o time chegou na final da Superliga. O título bateu na trave, mas as memórias seguem vivas de uma época em que a cidade ‘pulsava’, com os bares tendo telões e grande público dentro e fora do ginásio acompanhando a histórica trajetória.

Foi deste time que vieram dois dos reforços para a temporada 2020/2021. Com 40 anos, o levantador Rodriguinho chega para ser uma das referências ao lado do líbero Tiago Brendle, da seleção brasileira. Brendle, de 34 anos, é o mais cotado para ser o dono da posição nos Jogos Olímpicos de Tóquio.

Eles, na época, formaram um elenco que mexeu com a cidade, ao lado do oposto Lorena, dos pontas Diogo, Piá e Ezinho, dos centrais Salsa e Acácio, todos sob o comando do técnico Talmo de Oliveira. “Com certeza, essa minha passagem pelo time foi uma das coisas que mais influenciou no acerto. Eu e minha família gostamos demais da cidade, temos muitos amigos verdadeiros que fizemos por lá. A torcida é fantástica, nunca vou esquecer do ginásio lotado, é algo que vai ficar pra sempre na minha memória. As lembranças que carrego até hoje são as melhores. Era muito legal saber que os bares ficavam lotados e contavam com telão. A recepção da torcida no aeroporto, após a final, foi fantástica. Parecia que a gente era campeão, o carinho comigo e com minha família é incrível, sempre fomos muito bem recebidos na cidade”, comenta Rodriguinho.

Brendle também carrega boa recordações do seu tempo em MOC, que foram ainda maiores com presença no time também na temporada 2013/2014. “Guardo as memórias de Montes Claros no meu coração. Já dá pra sentir o calor das pessoas e a alta temperatura do Norte de Minas”, brinca Brendle. “É uma cidade grande, mas com característica de interior, com ótima comida, natureza e só levo boas recordações de lá. Em breve, estarei em contato com tudo isso novamente. O projeto de 2009 foi muito vitorioso, a cidade ficou eufórica e vou muito motivado para este reencontro”, projeta o defensor. Além deles, o MOC anunciou a contratação do ponta Ygor Ceará, que também jogou na cidade na temporada 2014/2015, quando Rodriguinho também estava no elenco.

A ideia é que o sucesso daquela época possa se repetir, agora com eles podendo usar da larga experiência a seu favor.”O Brendle é um líbero sensacional, é sempre bom jogar ao seu lado e também com o Ceará. A gente jogou juntos também em Campinas, quando ficamos com a medalha de bronze na Superliga. Nos conhecemos muito bem e tenho certeza que isso ajudará muito nos momentos difíceis que vão aparecer”, afirma Rodriguinho.

Brendle sabe da vantagem de estar ao lado de um jogador que tem boa relação e que tem muito a contribuir com o time. “Vai ser ótimo estar ao lado do Rodrigo novamente, ele vai agregar muita qualidade. Com ele, nossas chances de sucesso são maiores, será uma honra dividir a quadra com ele”, destaca.

Cenário de pandemia

Rodriguinho, por pouco, não acertou com um time da França, país que vai contar com o maior número de brasileiros na sua história na próxima temporada. “O que me fez acertar com MOC foi o desafio de tentar colocar o time no lugar que merece, entre os melhores do país. Poder rever os amigos que fiz na cidade vai ser muito legal, além de poder trabalhar com um dos melhores fisioterapeuta do país, o Jomar Almeida”, pontua o levantador.

Já Brendle não teve convite pra atuar fora do país. Na última temporada, ele defendeu o Sesc (RJ), um dos times de maior investimento, que acabou anunciando sua extinção ainda com a temporada em andamento. “O mercado para os líberos não está muito favorável, tanto dentro como fora do país. Meu acerto com o MOC não tem relação direta com Olimpíada, foi uma oportunidade que apareceu. Eu tenho objetivo de, um dia, jogar em uma liga internacional como Itália, Rússia, Polônia. Seria muito legal ter experiência estrangeira em clubes, já participei de 16 Superligas. O que vivi fora do país até hoje foi pela seleção”, lembra.

Confiança em novos dias

Nas duas últimas temporadas, o time de Montes Claros precisou conviver com uma realidade que afetou o desempenho dentro de quadra. A dificuldade financeira gerou atraso nos pagamento e até mesmo dúvida sobre a presença do time na Superliga. Foi somente na data-limite que a diretoria apresentou à Confederação Brasileira de Vôlei (CBV), o documento que comprovou pagamento dos atletas que defenderam o clube na última temporada. Para este ano, a tendência é de um cenário mais positivo, depois que verba de Lei de Incentivo, que era pra ser usada há alguns meses, está à disposição.

“Os problemas que o time teve foram solucionados, agora começa-se a escrever uma nova página, do projeto revitalizado e que vai fazer seu melhor para cumprir os compromissos”, espera Brendle.

Rodriguinho também mostra confiança de que tal problema não estará na realidade do time nos meses que estão por vir. “Nos três anos em que defendi o clube, não tive problemas com atraso de salário. Tenho certeza que os atletas poderão jogar tranquilos, com a preocupação somente de desempenhar o seu melhor”, afirma.

Quer saber as notícias do Jornal Montes Claros em primeira mão? Siga-nos no Facebook @jornamoc, Twitter @jornalmoc e Instagram @jornalmoc.