Últimas Notícias
Casa das Apostas Online Betway

Norte de Minas – IFNMG lança app KD-COVID para auxiliar Salinas, Janaúba e municípios da região a detectarem casos de Covid-19

Norte de Minas – IFNMG lança app KD-COVID para auxiliar Salinas, Janaúba e municípios da região a detectarem casos de Covid-19

Norte de Minas – O Instituto Federal do Norte de Minas Gerais (IFNMG) acaba de lançar um aplicativo para reforçar a luta contra a Covid-19 em Salinas, Janaúba e municípios adjacentes, com a proposta de acompanhar e monitorar casos na região. O KD-COVID traz um questionário simples de ser respondido, em que os usuários informam, por exemplo, se estão sentindo algum sintoma característico da doença e há quantos dias, se tiveram contato com pessoas contaminadas ou viajantes nos últimos dias ou se apresentam alguma comorbidade. Ao responder o questionário, o usuário escolhe se quer ou não se identificar, mas deve informar idade, cidade de residência (e bairro, para quem mora em Salinas ou Janaúba), telefone e e-mail.

Norte de Minas - IFNMG lança app KD-COVID para auxiliar Salinas, Janaúba e municípios da região a detectarem casos de Covid-19
Norte de Minas – IFNMG lança app KD-COVID para auxiliar Salinas, Janaúba e municípios da região a detectarem casos de Covid-19 Foto: Divulgação IFNMG

 

Ao final do questionário, com base nas respostas dadas, o KD-COVID gera uma recomendação ao usuário, indicando se há uma possível suspeita da doença e, dependendo do caso, orientando sobre a necessidade de procurar os serviços de saúde. Fica bem clara na recomendação fornecida pelo aplicativo que não se trata de um diagnóstico, mas apenas uma sugestão. Dependendo do resultado, se for necessário monitorar o respondente, o aplicativo irá avisá-lo que a equipe do KD-COVID entrará em contato em breve.

O desenvolvimento do aplicativo e do algoritmo que analisa as respostas e estima a probabilidade dos sintomas serem decorrentes da contaminação pelo novo coronavírus são as duas primeiras etapas do projeto “Detectar para enfrentar: Monitoramento e diagnóstico de casos oligossintomáticos de Covid-19 através de ferramentas digitais, geoespaciais e moleculares”. Desenvolvido por servidores e alunos do IFNMG dos Campi Salinas e Janaúba, em parceria com as prefeituras dos dois municípios, o projeto recebeu financiamento do Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif), por meio de edital para enfrentamento da pandemia da Covid-19.

O KD-COVID está disponível gratuitamente no Google Play Store, para usuários de sistema Android – procurar por “kdcovid” ou acessar diretamente aqui. Em breve, estará disponível também na versão para IOS. Além disso, a equipe do projeto prepara o site do KD-COVID, onde o questionário também poderá ser respondido. Para enviar comentários, sugestões e dúvidas sobre o aplicativo, o contato é pelo e-mail kdcovid19@gmail.com.

Dados valiosos

Apesar de fornecer uma orientação direta e imediata ao usuário do aplicativo, com base nas informações que ele fornece sobre seu estado de saúde, o objetivo do projeto vai além em sua proposta de “detectar para enfrentar”. Utilizando tecnologias de ciência da informação e de biologia molecular, o IFNMG vai usar os dados dos respondentes para gerar um banco de dados georreferenciados – ou seja, com informações sobre a distribuição espacial -, que, por sua vez, auxiliará os sistemas de saúde municipais e regionais no acompanhamento da pandemia em tempo real e na tomada das decisões de enfrentamento. Os dados gerados pelas respostas dadas por meio do KD-COVID serão repassados pelo IFNMG às prefeituras municipais.

O coordenador do projeto e professor de Ciências Biológicas do IFNMG-Campus Salinas, Filipe Vieira Santos de Abreu, explica que a motivação para o projeto veio do fato de o Brasil ser um dos países que menos testa casos suspeitos da doença e da consequente subnotificação dos casos, especialmente no início da pandemia, quando surgiu a proposta. “Queríamos um mecanismo para ajudar a detectar os casos oligossintomáticos”, aqueles que apresentam “sintomas leves, brandos, que muitas vezes não levam a pessoa a procurar o sistema de saúde. São casos que passariam despercebidos e não seriam diagnosticados. No entanto, eles são importantes para manter a transmissão do vírus e podem disseminar para grupos de risco, por exemplo, e esses sim, teriam os sintomas graves”, explica o professor.

Além do repasse de dados às prefeituras, o projeto prevê a parceria com a gestão municipal para construir equipes volantes compostas por profissionais da saúde, servidores da rede federal e municipal, assistentes sociais, e outros agentes treinados, que estabelecerão contato, via aplicativo ou telefone, com os respondentes com suspeita de infecção por Covid-19. O contato virtual poderá culminar em visitas presenciais, para monitorar a evolução dos sintomas. Essa forma de parceira vem sendo articulada com a prefeitura de Salinas e o mesmo acontecerá com a prefeitura de Janaúba. O professor Filipe explica que, enquanto isso, os contatos para monitorar as pessoas que responderam o questionário do KD-COVID ficam sob a responsabilidade do pessoal do IFNMG, que repassa as informações para as equipes de atenção básica à saúde das prefeituras.

Além de Filipe Abreu, do IFNMG-Campus Salinas, integram a equipe do projeto os servidores Alison Zille Lopes, Leonardo Humberto, Rafael Correia de Oliveira, Ronaldo Medeiros dos Santos e Thiago Moreira dos Santos; a ex-aluna Aline Tátila Ferreira; e os bolsistas de iniciação científica Luiz Antônio Teixeira Neto, Miller Raik Arcanjo Batista e Vitor Dantas de Medeiros Fonseca. Do IFNMG-Campus Janaúba, fazem parte os servidores Fernando Barreto Rodrigues e Felipe Cézar de Castro Antunes.