Empréstimo Consignado para aposentados, pensionistas do INSS

Últimas Notícias
Casa das Apostas Online Betway

Montes Claros – Crianças da pediatria Santa Casa de Montes Claros ganham “pulseira da coragem”

Montes Claros – Crianças da pediatria Santa Casa de Montes Claros ganham “pulseira da coragem”

Montes Claros – Todos os anos, 12 mil crianças e jovens, até 19 anos, são diagnosticadas com câncer no Brasil. O montante representa de 1% a 3% de todos os casos de câncer diagnosticados no país, segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca). Sobre essa realidade que a campanha Setembro Dourando chama a atenção da sociedade. De acordo com a Sociedade Brasileira de Pediatria, o câncer infantojuvenil, na maioria das vezes,  apresenta sinais e sintomas semelhantes a outras doenças comuns da infância. A recomendação é que os pais realizem consultas regulares com o pediatra. Nas crianças e adolescentes, os cânceres mais frequentes são as leucemias, os tumores do sistema nervoso central e os linfomas.

Uma das crianças que ganharam a pulseira durante o mês de setembro foi o Pablo, de seis anos
Uma das crianças que ganharam a pulseira durante o mês de setembro foi o Pablo, de seis anos
Passar por todas as etapas do tratamento contra um câncer não é fácil. Para as crianças e adolescentes, a situação é ainda um pouco mais delicada, em relação a um adulto. Aproveitando a campanha do Setembro Dourado, a equipe multidisciplinar da Pediatria da Santa Casa criou uma ação lúdica para os pacientes: a “pulseira da coragem”. Nossa ideia era criar algo que desse significado para as crianças e seus familiares. Estamos recebendo muitos retornos positivos e é perceptível o impacto na rotina do paciente. Por exemplo, às vezes a criança está mais tristinha e, quando ela percebe que terá uma atividade lúdica, ela já fica mais animada. Dessa forma, o trabalho da terapia ocupacional faz diferença”, diz a terapeuta ocupacional Diane Pereira. Segundo Beatriz Ferreira, supervisora da Pediatria, o projeto é voltado para todos os pacientes da enfermaria pediátrica. “A ação tem como objetivo ressignificar o período de internação, principalmente para as crianças internadas em longas permanências no hospital. “Nosso foco é humanizar ainda mais nosso atendimento, aliviando esse momento de dor”, fala.
Uma das crianças que ganharam a pulseira durante o mês de setembro foi o Pablo, de seis anos. De uma família de três irmãos, há seis meses em tratamento contra um câncer de Linfoma de Burkitt, o pequeno foi surpreendido com uma “pulseira da coragem” ao finalizar sua última quimioterapia. “Ele gosta muito de super-herói e ao ganhar a pulseira do Thor, seu herói favorito, ele ficou se sentindo como um. A iniciativa é muito interessante, pois incentiva a ter força e coragem em todos os momentos das nossas vidas”, fala Raniele de Souza, mãe do paciente.

A Santa Casa de Montes Claros é referência em atendimento em oncologia pediátrica no norte de Minas Gerais.

Atualmente, 40 crianças e adolescentes estão em tratamento oncopediátrico.

*Com informações da Agência Brasil.

Quer saber as notícias do Jornal Montes Claros em primeira mão? Siga-nos no Facebook @jornamoc, Twitter @jornalmoc e Instagram @jornalmoc.