Empréstimo Consignado para aposentados, pensionistas do INSS

Últimas Notícias
Casa das Apostas Online Betway

MG – Minas Gerais registra 9 mortes nas últimas 24h; são 8.779 óbitos por Coronavírus

MG – Minas Gerais registra 9 mortes nas últimas 24h; são 8.779 óbitos por Coronavírus

MG – O número de internações nas redes pública e privada em Minas Gerais, por causa da pandemia, chegou a 35.033 em apenas sete meses, conforme boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) nesta segunda-feira (26).

MG - Minas Gerais registra 9 mortes nas últimas 24h; são 8.779 óbitos por Coronavírus
MG – Minas Gerais registra 9 mortes nas últimas 24h; são 8.779 óbitos por Coronavírus

 

Segundo o levantamento, neste momento, 22.517 moradores do Estado ainda estão em acompanhamento médico por causa do novo coronavírus, sendo que 683 desses pacientes estão internados em leitos de UTI da rede pública. Outras 1.187 pessoas infectadas ocupam leitos de enfermaria da rede SUS.

Nove mortes entraram para o balanço epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) entre sábado (24) e esta segunda-feira (26) – o número, no entanto, refere-se apenas a óbitos registrados nas últimas 24 horas, de acordo com o órgão. Com o acréscimo, Minas Gerais chegou à marca de 8.779 mortes ligadas à pandemia do novo coronavírus. Também no período citado, constatou-se a existência de 708 diagnósticos para Covid-19, e, até esta segunda-feira, 349.512 mineiros e moradores da região descobriram-se infectados com o coronavírus entre os meses de março e este outubro. Em relação a estes casos, sabe-se que 318 mil são apontados como recuperados para a doença, enquanto outros 22.517 permanecem sob acompanhamento.

As mortes recém-listadas no relatório da Saúde aconteceram entre sexta-feira (23) e sábado (24), de acordo com a Secretaria de Saúde. Aliás, o número de mortes registradas em 24 horas não representa a quantidade de mortes que aconteceram no período, mas o instante em que elas entraram para o sistema estadual. Quanto os 8.779 óbitos, o órgão declarou que aconteceram em 647 municípios mineiros, o que garante a permanência da taxa de letalidade da doença em torno de 2,5%. Frente às estatísticas, é possível apontar que em 79% das mortes o paciente era maior de 60 anos, e em 75% delas foi constatada presença de comorbidades anteriores no histórico médico, sendo as doenças do coração as mais comuns entre aqueles que evoluíram para óbito.

Um número aparece em destaque no levantamento epidemiológico. Entre os mais de 349 mil mineiros adoecidos com a infecção, 35 mil demandaram atendimento médico hospitalar nas redes pública ou privada para tratamento de sintomas da Covid-19 e complicações decorrentes. Os cerca de 314 mil restantes permanecem apenas em isolamento domiciliar até desaparecimento completo de sintomas. Outra estatística aponta que há três semanas, Minas Gerais encara uma redução no número de hospitalizações por Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), cujos sintomas são extremamente parecidos com os do coronavírus.

Até esta segunda-feira, a pandemia de Covid-19 havia alcançado 849 municípios mineiros. Quatro cidades ainda não têm casos do coronavírus – Botumirim, Cedro do Abaeté, São Thomé das Letras e Pedro Teixeira –, e, juntas, elas representam menos de 0,5% do total de municípios existentes em Minas Gerais. Na contramão destas cidades, Belo Horizonte é a cidade mineira com maior número de casos de coronavírus. Cerca de 45.700 moradores da capital descobriram-se infectados pelo vírus, e 1.449 morreram após contraírem o vírus. Uberlândia, no Triângulo Mineiro, também tem elevado número de moradores que adoeceram em decorrência da Covid-19, são 33.892. A cidade registrou 650 mortes pelo coronavírus.

Quer saber as notícias do Jornal Montes Claros em primeira mão? Siga-nos no Facebook @jornamoc, Twitter @jornalmoc e Instagram @jornalmoc.