Empréstimo Consignado para aposentados, pensionistas do INSS

Últimas Notícias
Casa das Apostas Online Betway

A origem dos sapatos mocassim

A origem dos sapatos mocassim

Descubra como surgiu este calçado.

A origem dos sapatos mocassim

O mocassim não é uma invenção recente, apesar de ser encontrado nos pés de homens e mulheres em qualquer parte do mundo. Ele foi criado pelos índios norte-americanos, com o objetivo de estarem com os pés protegidos, mas conseguirem sentir o chão.

Na década de 50, os sapatos ganharam as passarelas e conquistaram vários adeptos, após aparecerem nos pés de celebridades da época — tanto que você não deve achar estranho se ouvir de seus avós que eles tiveram mocassins e os usaram durante sua juventude.

Origem do calçado

Como você leu acima, os responsáveis pela criação do mocassim foram os índios norte-americanos, no século XVII. Inclusive, até o nome dos calçados vem de uma palavra indígena, “makasin”, que significa “sapato”.

Eles eram feitos com materiais simples, como as cascas de árvores e o couro cru, para que pudessem caminhar com tranquilidade, sem machucar os pés, mas ainda em contato com a natureza.

Item de moda

Mais de um século depois, o calçado chegou à Europa como um equivalente ao tênis — e tão confortável quanto. Ainda assim, foi apenas na década de 50, já no século XX, ao aparecer nos pés de famosos, como Elvis Presley, que ele ganhou popularidade.

Aos poucos, a tendência foi se espalhando pelo mundo, fazendo com que várias pessoas apostassem no conforto e na beleza dos sapatos. Anos mais tarde, até Michael Jackson apareceu calçando mocassins.

Calçado masculino

Quando chegou à Europa e passou a ser considerado um item de moda, o mocassim não era usado pelas mulheres, apenas pelos homens. Ele era considerado um calçado tipicamente masculino. Isso durou por um bom tempo. Somente depois de ganhar bastante espaço nos armários masculinos é que o mocassim teve sua chance na moda feminina.

Características do mocassim

Conforto e praticidade são as principais características deste sapato, desde sua criação. Ele não possui cadarços e é fácil de calçar. Os modelos femininos podem ter um salto baixo, mas, ainda assim, a ideia de sentir o chão em que pisa prevalece, mesmo nos dias de hoje. Por ser prático, pode ser usado no dia a dia e até para dirigir, sem contar que é fácil combiná-lo com o restante do vestuário.

Tipos de mocassins

Quando foi criado o sapato era bem simples, apenas para proteger os pés dos índios ou oferecer o mesmo conforto que os tênis, na Europa. Atualmente, o calçado combina com as mais variadas ocasiões e pode ter diferentes tipos, assim, é só escolher o que você prefere e tem mais a ver com seu estilo. Veja alguns modelos abaixo.

Clássico

Preza pelo conforto e praticidade, com solado mais fino na parte da frente. Pode ter um salto baixo na parte de trás e é feito em couro. Muito comum tanto na versão masculina, quanto na feminina.

Loafer

O loafer é para quem deseja agregar os mocassins no dia a dia. Além das cores mais neutras, como o preto, possui modelos mais vívidos e coloridos. É ótimo para usar com bermudas, calças capri e jeans, com barra dobrada.

Sider

A versão sider é para aqueles que não abrem mão de um cadarço, apesar de ter função mais decorativa. Ele tem um toque mais casual, tanto que costuma aparecer em outros materiais, em vez do couro. Também há opções sem cadarços, mas com um detalhe que os lembre.

Driver

Este é um mocassim que não tem grande segredo, já que sua função é revelada em seu nome. Ele serve para dirigir, por isso, vem com um solado mais flexível, ainda assim, confortável. Além disso, é encontrado em cores diferentes, além de incluir versões femininas e masculinas.

Quer saber as notícias do Jornal Montes Claros em primeira mão? Siga-nos no Facebook @jornamoc, Twitter @jornalmoc e Instagram @jornalmoc.