Últimas Notícias

Quais as características de uma loja virtual profissional

Quais as características de uma loja virtual profissional

Quais as características de uma loja virtual profissional

Ao criar-se um site para uma loja virtual o primeiro aspecto a ser considerado é a simplicidade.

Uma loja virtual profissional de sucesso tem características próprias independente do tamanho ou segmento de atuação para que seja, de fato, considerada um e-commerce, sendo capaz de alcançar usuários e atender seu público–alvo.

Quem não considerar a possibilidade de realizar negócios fora da internet estará fadado a ficar fora do mercado pois esta é uma tendência natural da evolução. assim, a criação de um site para

Já é pensamento consolidado que gerenciar uma loja online não é tarefa simples e, portanto, as questões pontuais não devem ser deixadas de lado, tais como a responsividade do site, o caminho para que as compras sejam concluídas e até mesmo seu design.

Comumente são 6 as características necessárias a uma loja virtual profissional de sucesso.

1.            Facilitar o caminho para a compra

Ao criar-se um site para uma loja virtual o primeiro aspecto a ser considerado é a simplicidade, o que em termos técnicos significa que o cliente deve obter seu produto com três ou quatro cliques; para tanto, é essencial que os itens apresentem organização no layout do site, similares a uma prateleira de loja física.

Os usuários têm que saber que o site oferece filtros de busca funcionais e inteligentes.

Também é crucial compreender que não há quem goste de perder tempo preenchendo campos diversos em formulários e, sobretudo, ser redirecionado para outras páginas para concretizar sua compra.

Portanto, o formulário do e-commerce deve ser prático, apresentar objetividade total. Também é interessante disponibilizar a possibilidade de armazenamento de dados para compras futuras, o que, sem dúvida agiliza mais ainda ao processo.

  1. Utilização de ícones e recursos para facilitar a navegação

Um e-commerce de sucesso disponibiliza ícones para facilitar a navegação dos usuários para agilizar e simplificar a compreensão do consumidor, que podem ser, por exemplo, desenhos que indiquem comandos para que o usuário navegue de forma intuitiva.

É importante disponibilizar ícones que indiquem aspectos como o carrinho de compras do site e informações como endereço, prazo de entrega, número do pedido e contato do fornecedor.

A rapidez e simplicidade deve trazer à experiência de navegação de sua loja eletrônica, maiores chances de o cliente retornar.

  1. Estrutura de host para suportar os picos de acesso

 Muitas lojas virtuais deparam com um problema sério e recorrente. Picos de acesso após lançar uma promoção, como uma black fiday por exemplo.

Os acessos são tantos que a hospedagem da loja virtual não suporta manter o site no ar, e acaba ficando inativo, offline.

Lidar com os altos picos, algo esporádico, não é tão simples, já que você teoricamente teria que ter este recurso ( plano de hospedagem de site que suporte um grande volume de acesso) contratado em tempo integral.

A dica é ter uma empresa de hospedagem que você consiga fazer um upgrade (mudança de plano) de forma rápida.

Dessa forma, você não precisará ter recursos que não vai usar na maioria do tempo em tempo integral.

  1. Site responsivo

 O IBGE, no Brasil, afirma que o uso de smartphones para acessar a internet ultrapassou os computadores desde 2014.

Assim, o número de compras realizadas por meio de dispositivos móveis também aumentou; são mais de 70% da população brasileira financeiramente ativa que realiza compras em lojas virtuais diretamente de seus smartphones.

Diante dessa realidade, torna-se imprescindível que o e-commerce ofereça um design responsivo; um layout capaz de se adaptar aos diferentes formatos e dimensões de telas dos dispositivos pelos quais os usuários acessam o site, já que isso garantir uma boa navegação.

Existem dicas para garantir essa experiência positiva de navegação aos usuários de dispositivos móveis, podemos citar:

  • Certificar-se de testar o site, acessando-o por um smartphone ou tablet;
  • Certeza de que o carrinho de compra funciona adequadamente no celular;
  • Conferir se a navegação entre as páginas e os botões têm espaço suficiente para que o usuário consiga tocá-los com os dedos sem ter problemas;
  • Utilizar versões de suas imagens adequadas à adaptação dos diferentes formatos de telas;
  • Manter a versão mobile simples, limpa e clara, com links de fácil acesso e botões de chamada para ação (CTA).

há que se considerar, ainda, outro fato importante que torna o uso de design responsivo em lojas virtuais: é que o Google passou a considerar essa uma característica fundamental para o seu ranking de pesquisa.

Em síntese: sites que não contam com uma versão amigável para dispositivos móveis podem ser mal indexados no mecanismo de buscas mais importante do mundo.

  1. Experiência de navegação positiva

 

Um site não pode apresentar lentidão na hora de carregar as imagens, redirecionamentos para páginas que não são do seu interesse, entre outras inconveniências, o que faz com que o usuário acabe desistindo e fechando-o.

Uma experiência negativa faz com que o índice de rejeição de uma loja virtual aumente e, claro, as vendas caem. Para reverter a situação, o e-commerce deve oferece uma navegação fluida aos usuários, que permita facilidade para transitar entre as páginas, abrir fotos de produtos, ler as descrições e entender as informações.

Os usuários que encontram empecilhos e dificuldades podem desistir de procurar por um produto que realmente comprariam, e até mesmo perderem a confiança em sua marca.

  1. Bom mix de produtos

 Uma das características que traz mais consumidores para o mundo da internet é a facilidade para transitar por diferentes marcas, e pesquisar sobre uma infinidade de modelos de produtos com apenas alguns toques na tela do celular.

Portanto, é imprescindível que sua loja virtual tenha um bom mix de produtos a oferecer, pois os usuários gostam de saber que têm incontáveis opções de compra.

Ao criar o site também é fundamental segmentar os produtos em diferentes categorias, organizando-os de maneira inteligente. Afinal, é preciso se colocar no lugar de um visitante, imaginando qual caminho ele faria para encontrar um item desejado no inventário de seu e-commerce.

6. Disponibilidade de diferentes formas de pagamento

Um e-commerce de sucesso deve oferecer variedade de formas de pagamento aos seus clientes. Não se limitando a cartões de crédito, mas também pagamentos por boleto bancário e, se possível, até mesmo no débito.

Limitar o pagamento a cartões de crédito é deixar de atender outros consumidores perdendo oportunidades.