Últimas Notícias

Hipoteca de imóveis no Brasil: descubra se é possível

Conheça as regras e os benefícios dessa modalidade de empréstimo.

Hipoteca de imóveis no Brasil: descubra se é possível

Um imóvel é algo que interessa aos bancos, sendo muito vantajoso para o cliente em uma negociação. Usado como garantia de empréstimo, esse bem permite que o indivíduo tenha melhores condições de pagamento, com juros reduzidos e mais tempo para pagar.

Uma das formas de realizar esse empréstimo é por meio da hipoteca de imóvel. Não sabe do que se trata? Sem problemas! Abaixo, você pode conhecer mais sobre o que é, quais são as regras e as vantagens dessa modalidade de linha de crédito.

O que é hipoteca?

Esse sistema de linha de crédito é popular nos Estados Unidos, mas ainda gera dúvidas no Brasil. Ele consiste em dar ao banco o seu imóvel como garantia para conseguir um empréstimo, que terá juros mais baixos que outras modalidades.

Assim, o contrato estabelecido entre o solicitante e a instituição faz com que o banco passe a ter o título de propriedade do imóvel como garantia de pagamento. A possibilidade de perder a sua residência, caso você não pague as prestações da dívida, pode parecer assustador, mas esse empréstimo é mais atrativo e conta com mais vantagens que os métodos convencionais.

Isso porque os juros cobrados são bem menores que de outras modalidades. O cliente também tem mais tempo para pagar o que foi emprestado. Assim, a pessoa pode utilizar o dinheiro para investir em um negócio, pagar dívidas maiores ou lidar com gastos inesperados.

Como funciona a hipoteca de imóvel?

Os interessados nesse tipo de empréstimo procuram uma instituição financeira de confiança para conversar sobre a possibilidade de fazer uma hipoteca, concedendo as casas como garantia de que o empréstimo será quitado. Em caso de inadimplência, o credor poderá tomar posse da propriedade e revendê-la.

Contudo, o usufruto da propriedade continua com o seu dono original, não sendo necessário que ele abandone o imóvel ao fazer a hipoteca. O importante é que ele pague as prestações acordadas em dia.

O imóvel hipotecado ainda pode ser negociado pelo proprietário, desde que o novo comprador arque com o ônus da compra. Nesses casos, é necessário deixar claro no contrato que o imóvel está hipotecado. O mesmo serve para cenários em que ele será doado, cedido ou fará parte de alguma herança.

O que é hipoteca de primeiro e segundo grau?

A legislação prevê a possibilidade de um mesmo imóvel ser oferecido como garantia de mais de uma dívida, para diferentes credores. Isso é conhecido como hipotecas de primeiro e segundo grau, respectivamente. O primeiro credor tem preferência na posse do imóvel, sendo obrigatório que cada nova hipoteca cite a anterior.

Como fazer uma hipoteca?

Para realizar uma hipoteca, primeiro, é necessário que o interessado faça a certidão juntamente ao Cartório de Registro de Imóveis. O documento fica associado ao imóvel até que a dívida seja quitada. Quando isso acontece, o credor solicita uma permissão para dar baixa na hipoteca, que deve ser levada ao Cartório de Imóveis para ser
liberada.

Para escolher em qual instituição fazer a hipoteca, é importante que você tome alguns cuidados. Faça uma pesquisa sobre os diversos bancos que oferecem esse tipo de empréstimo, conheça as reputações deles e veja se há reclamações de consumidores sobre os serviços prestados — use a internet para uma busca mais aprofundada.

Outro ponto importante é que você se informe sobre os juros da hipoteca. Confira se o que a instituição está cobrando está dentro do que é pedido no mercado e há uma boa diferença para os valores de outros tipos de empréstimo. Também analise as outras taxas cobradas pelo banco, informando-se sobre o Custo Efetivo Total (CET) do
empréstimo.

Uma boa dica é procurar por uma simulação on-line de hipoteca nos sites desses bancos. Assim, fica bem mais fácil planejar-se financeiramente para esse empréstimo, com mais certeza do que você está fazendo.

Quais os documentos necessários?

Para que o banco faça a avaliação do seu perfil e libere este empréstimo, é necessário que você apresente alguns documentos. São eles: RG e CPF do titular, certidão de casamento (se houver), comprovante de residência e renda, escritura do imóvel.

Também é preciso apresentar uma cópia autenticada do título aquisitivo do imóvel e certidão original de inteiro teor, com negativa de ônus. Por fim, a certidão original e atualizada da circunscrição do imóvel deve ser apresentada.