Últimas Notícias
POS ON-LINE PUC MINAS

MG – Começa a distribuição das vacinas contra Covid-19 em Minas Gerais

MG – Começa a distribuição das vacinas contra Covid-19 em Minas Gerais

MG – O Governo de Minas está preparado para a maior operação de vacinação de sua história. O primeiro lote com os imunizantes, vindo de São Paulo, deve desembarcar no Aeroporto Internacional de Belo Horizonte, em Confins, no início da noite desta segunda-feira (18/1).

MG - Começa a distribuição das vacinas contra Covid-19 em Minas Gerais
MG – Começa a distribuição das vacinas contra Covid-19 em Minas Gerais

Marcello Casal JrAgência Brasil

Com a chegada das vacinas em território mineiro, Minas Gerais deve começar a vacinar a população contra a covid 19 ainda nesta segunda-feira. A imunização será feita em ato simbólico no terminal de Confins.

“Já montamos, junto com as Forças de Segurança do Estado, principalmente a Polícia Militar, Polícia Civil e Corpo de Bombeiros, a distribuição das vacinas que será a maior da história do estado. Vamos utilizar todas as aeronaves, aviões e helicópteros para que as 28 regionais sejam abastecidas com a maior agilidade possível”, disse o governador Romeu Zema.

Decreto publicado nesse sábado (16/1) estabelece que os aviões do Estado serão usados prioritariamente para a logística de vacinação e insumos.

A expectativa é a de que em 24 horas todas as 28 Superintendências Regionais de Saúde tenham recebido o imunizante após a chegada dos lotes no estado. Caberá aos 853 municípios buscar as doses nessas unidades regionais.

Doses para Minas

Está prevista a destinação de 577 mil doses para Minas. Como são duas doses por pessoas, seriam cerca de 280 mil imunizados. De forma antecipada, Minas garantiu a compra de 50 milhões de seringas agulhadas, além de 617 refrigeradores. Mais de 21 milhões de seringas agulhadas já chegaram ao estado.

Grupo prioritario

Seguindo o Plano Nacional de Imunização (PNI), integram o primeiro grupo prioritário profissionais de saúde que atuam diretamente no combate ao coronavírus, idosos residentes em asilos e indígenas residentes em aldeias. A expectativa é a de que todo o grupo prioritário seja vacinado até o meio deste ano, o que significará uma redução elevada nos casos graves por conta do coronavírus.

Os públicos prioritários definidos pelo Ministério da Saúde para vacinação nesta primeira fase são:

– Trabalhadores da Saúde:
1º Trabalhadores da Saúde – Equipe de vacinação
2º Trabalhadores da Saúde – Equipe de Instituições de Longa Permanência
3º Trabalhadores da Saúde – envolvidos diretamente na atenção/referência para os casos suspeitos e confirmados de covid-19

– Pessoas idosas residentes em instituições de longa permanência
– Pessoas a partir de 18 anos de idade com deficiência, residentes em Residências Inclusivas
– População indígena vivendo em terras indígenas

Pontos de vacinação

As Salas de Vacinas da Atenção Primária dos Municípios estão sendo orientadas há meses para identificar equipamentos de saúde, asilos e tribos indígenas. Assim, os municípios já sabem onde farão a vacinação em pontos externos e onde farão nas instituições próprias, como já ocorre em outras campanhas de imunização.