Últimas Notícias
POS ON-LINE PUC MINAS

Norte de Minas – Mais de R$ 217 milhões foram investidos pela Codevasf no desenvolvimento regional de Minas Gerais em 2020

Norte de Minas – Mais de R$ 217 milhões foram investidos pela Codevasf no desenvolvimento regional de Minas Gerais em 2020

Norte de Minas – Um balanço das ações da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) em Minas Gerais no ano de 2020 aponta que a empresa pública investiu no estado mais de R$ 217 milhões em projetos de acesso à água, saneamento básico, irrigação, recuperação de áreas degradadas, incremento do parque maquinário dos municípios e inclusão produtiva. Os dados são da 1ª Superintendência Regional da Codevasf com sede em Montes Claros (MG) e apontam uma execução orçamentária de 99,49%.

Norte de Minas - Mais de R$ 217 milhões foram investidos pela Codevasf no desenvolvimento regional de Minas Gerais em 2020
Norte de Minas – Mais de R$ 217 milhões foram investidos pela Codevasf no desenvolvimento regional de Minas Gerais em 2020 Divulgação

Mesmo diante de todas as dificuldades apresentadas em razão da pandemia de Covid19, criando um cenário de incertezas em todo e qualquer planejamento, o ano de 2020 pode ser considerado altamente exitoso na execução das ações da Codevasf no estado de Minas Gerais”, comemorou o superintendente regional da Companhia no estado, Marco Câmara.

Desenvolvimento Regional de MG

A estruturação socioeconômica de pequenas comunidades rurais na área de abrangência da Companhia em território mineiro foi um dos principais destaques nos investimentos com a aplicação de mais de R$180 milhões. Parte desses recurso – R$161,9 milhões – são oriundos de emendas parlamentares e Termos de Execução Descentralizada (TEDs) destinados à Codevasf no Orçamento Geral da União e outros R$19 milhões são provenientes do Orçamento Ordinário da Companhia.

Esses recursos foram aplicados em ações de perfuração e instalação de poços tubulares, na implantação de sistemas simplificados de abastecimento de água e na doação de tratores agrícolas com implementos, caminhões, pás carregadeiras, retroescavadeiras, motoniveladora, fábrica de bloquetes, tanques de resfriamento de leite e outros equipamentos para pequenas comunidades rurais que tem na agricultura familiar a sua única fonte de renda. Ainda com recursos de emendas parlamentares e TEDs, a Codevasf construiu pontes e pavimentou vias públicas como forma de facilitar o escoamento da produção rural.

As ações do programa Arranjo Produtivo Local (APL) foram outro segmento também beneficiado com apoios técnico e financeiro nas áreas da apicultura, aquicultura, beneficiamento de frutos do cerrado, corte e costura e outras ações que visam conter o êxodo rural, criando oportunidades de trabalho e renda para a população.

Revitalização do São Francisco

Parte dos recursos de seu orçamento ordinário foi destinada para ações de revitalização da bacia hidrográfica do rio São Francisco com investimentos da ordem de R$11 milhões na recuperação de áreas degradadas de vários municípios mineiros com a construção de terraços, implantação de bacias de captação, cercamento para proteção de nascentes, matas de topo e ciliares, além da revitalização de estradas vicinais.

Ainda em atendimento ao plano de trabalho da Codevasf, dentro do Programa de Revitalização da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco, a execução de obras e outras ações em território mineiro também receberam atenção especial com a aplicação de aproximadamente R$11,4 milhões destinados à implantação de sistemas de esgotamento sanitário (SES) nos municípios de Buritizeiro, Capitólio e Matias Cardoso, beneficiando mais de 50 mil pessoas. O SES de Matias Cardoso foi inaugurada em novembro do ano passado com as presenças do ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, do diretor-presidente da Codevasf, Marcelo Moreira, do superintendente regional da Codevasf em Minas Gerais, Marco Câmara, entre outras autoridades.

Projeto Hidroagrícola Jequitaí

Já o Projeto Hidroagrícola Jequitaí, uma das principais obras de caráter estruturante que o governo federal implanta em Minas Gerais, recebeu mais de R$21,5 milhões para continuidade na execução das obras e serviços. Quando concluído e em operação, o projeto deverá irrigar uma área de 35 mil hectares, promovendo o abastecimento, a regularização da vazão do rio do mesmo nome, além da geração de energia e de cerca de 100 mil empregos diretos e indiretos, beneficiando 16 municípios.

De acordo com o plano de trabalho da Codevasf, a construção de pontes e galerias, elaboração de projetos de reassentamento, inventário florestal, estudos arqueológico e outras ações foram licitadas no decorrer do ano na execução das ações de implantação do Projeto Hidroagrícola Jequitaí.

Agricultura irrigada

Outra obra que recebeu investimentos financeiros para sua continuidade foi a transformação de parte do sistema de condução de água de canais abertos para o sistema de tubulação no Projeto Público de Irrigação Gorutuba, no município de Nova Porteirinha (MG), onde a Codevasf aplicou o montante de R$ 3,5 milhões. Quando concluídas, essas ações permitirão uma economia no uso da água com a redução de 40% na quantidade utilizada, beneficiando diretamente 439 irrigantes desse projeto público de irrigação e mais de 80 mil pessoas moradoras dos municípios de Janaúba e Nova Porteirinha, que são abastecidos pela barragem do Bico da Pedra, mesma fonte hídrica que leva a água aos lotes irrigados.

Na avaliação do superintende regional, os resultados dos projetos executados e em execução pela Codevasf em favor do desenvolvimento regional de Minas Gerais devem ser creditados não somente a sua equipe técnica, mas, principalmente, ao apoio que a Companhia em Minas Gerais tem recebido da Diretoria Executiva da empresa e do trabalho de parlamentares e prefeitos. “Em 2021 vamos continuar trabalhando empenhados e com bastante dedicação, reafirmando a nossa condição de principal órgão do governo federal, como indutor do desenvolvimento sustentável regional”, enfatiza o Marco Câmara.