Últimas Notícias

Ração seca ou úmida: qual oferecer ao seu gato?

Ambas possuem vantagens e desvantagens, sendo importante consultar o veterinário para acertar na escolha.

No mercado pet existem muitas opções de rações para gato, sejam secas ou úmidas. Ambas têm seus benefícios e são recomendadas para o felino, mas, antes de oferecê-las, é indicado entender suas propriedades, além de considerar a idade do seu mascote.

Como a dúvida sobre servir a ração úmida para gatos pode surgir a qualquer momento, aqui você encontrará as diferenças entre ambas. Confira e veja o que seria melhor para o seu gatinho.

Ração seca

Em grãos, a ração seca normalmente é a primeira escolha dos tutores. Possui variedades, desde aquelas indicadas para os filhotes, até para gatos idosos. A opção é prática e ajuda na eliminação de bolas de pelos e limpeza dos dentes.

Apesar disso, é importante que você se atente ao comportamento do seu pet. Como a ração seca possui pouca água e os gatos bebem menos líquido, futuramente pode existir o risco de desenvolver problemas urinários.

Quanto à sua duração, a ração em grãos é mais interessante, pois pode ficar por um período maior no prato. Também dura mais tempo após o pacote ser aberto, mas vale ressaltar que só contém 10% de umidade.

Alguns bichanos costumam deixar a ração no prato por bastante tempo e mesmo a versão seca precisará ser descartada se ficar exposta por muitos dias. A textura dos grãos também pode dificultar a mastigação no caso dos filhotes e idosos.

Ração úmida

Costuma ser a ração preferida dos felinos, exatamente por ser rica em água e ter um sabor mais acentuado. O cheiro também é mais agradável para os gatos, por isso eles aparecem rapidamente assim que você abre o pacotinho.

Diferentemente do mito que é divulgado, as rações úmidas não são nocivas ou menos nutritivas. Podem ser tão boas quanto as versões secas, com a vantagem de terem 80% de umidade. O ideal, contudo, é conferir as propriedades no sachê antes de comprar.

O grande problema desse tipo de ração envolve a conservação. Depois de aberta, a ração úmida dura poucos dias e precisa ser conservada na geladeira. Além disso, os pacotinhos costumam ser mais caros, o que pesa no bolso do proprietário. Vale ressaltar que a ração úmida também favorece a formação de tártaro.

Um dos grandes benefícios dos sachês de ração é poderem ser incluídos como parte do tratamento de doenças urinárias ou renais. Como o gato precisa ingerir mais água, recebe a hidratação por meio do alimento.

Qual ração é melhor?

Ambas as rações para gatos possuem vantagens e desvantagens, por isso, não é possível afirmar ser uma melhor que a outra. O recomendado é analisar o que você considera melhor para o bichano e conversar com o veterinário.

Quando a ração seca é mais prática para o seu dia-a-dia, é possível incluir a versão úmida como um petisco ou premiação. No entanto, se quiser manter a dieta do pet apenas em uma das rações, você pode fazer isso, desde que tenha recomendação do veterinário. Além disso, lembre-se que na versão em grãos é preciso cuidar da hidratação do felino.

Vale comentar que há casos em que será necessário escolher apenas uma das rações. As em grãos são recomendadas nos casos de alergias e sensibilidade aos conservantes da comida em sachê. Assim, se você tinha dúvidas sobre ração seca e úmida, agora sabe que ambas podem ser benéficas para o seu bichano. Lembre-se de sempre conversar com o veterinário antes de fazer uma mudança na alimentação do seu pet, para que ele se mantenha sempre saudável.