Últimas Notícias

Quais tipos de multas de trânsito existem?

Saiba como as principais infrações de trânsito são classificadas no Brasil.

As infrações de trânsito estão sempre sendo lembradas em campanhas do Detran e do Denatran para conscientizar os motoristas sobre o seu papel no trânsito. As multas vão de leves a gravíssimas, o que, de acordo com o grau, pode aumentar o débito de multas e severidade das punições.

Além da conscientização e da educação, as multas também acabam arrecadando fundos para a manutenção das campanhas e fiscalização do trânsito. Elas podem ser usadas para arcar com sinalização, engenharia de tráfego e fiscalização, por exemplo.

Existem quatro tipos de multas: leves, médias, graves e gravíssimas. Confira abaixo um resumo sobre as características de cada tipo de infração:

Multas leves

As infrações leves têm o menor potencial de risco no trânsito. O valor da multa, de acordo com a tabela de 2016, está limitado a R$ 88,38. Além disso, as multas leves rendem 3 pontos na CNH do condutor do veículo.

Esse tipo de multa também pode ser convertido em advertência. Isso pode ser feito quando o condutor notificado não é reincidente na mesma infração nos últimos 12 meses e nunca teve a CNH suspensa.

Se você se encaixa nessas exigências, ao receber uma multa leve, você pode procurar o órgão responsável pela aplicação da multa, preencher um formulário e pedir ao órgão a conversão da multa em advertência. Isso faz com que o pagamento não seja necessário nem haja a incidência de pontos na CNH.

Confira abaixo algumas das principais multas leves:

  • Estacionar em faixas de pedestre, calçada ou acostamento;
  • Usar farol alto em vias com iluminação pública;
  • Buzinar em locais proibidos ou entre 22h e 6h;
  • Transitar em faixas exclusivas para ônibus e caminhões.

Multas médias

As multas de infração média têm valor médio de R$ 130,16, além de 4 pontos na CNH do condutor. As infrações médias são aquelas que podem ocasionar acidentes. Também é possível converter essas multas em advertências, mas não há certeza de que o pedido será aceito pelo órgão responsável.

Confira abaixo algumas das principais infrações que acarretam multas médias:

  • Estacionar em locais proibidos, como túneis, cruzamentos, pontes, viadutos, paradas de ônibus ou na contramão;
  • Atirar ou abandonar objetos na via;
  • Transitar lentamente pela pista da direita;
  • Transitar com o braço para fora ou com calçado inadequado.

Multas graves

As multas graves são infrações com alto potencial de colocar em risco a segurança no trânsito. Essas infrações custam, em média, R$ 195,23. Além disso, acarretam a autuação de 5 pontos na CNH do motorista.

Em multas graves e gravíssimas, não é possível converter a infração em advertência, mas o motorista pode tentar recorrer, tentando provar que a aplicação da multa foi injusta.

Confira abaixo quais são os principais motivos para multas graves:

  • Não usar cinto de segurança — vale para o motorista e os passageiros;
  • Andar na contramão em via de mão dupla;
  • Não prestar socorro à vítima após um acidente de trânsito;
  • Conduzir o veículo com defeito, falta de equipamentos e características alteradas;
  • Fazer retorno em locais proibidos.

Multas gravíssimas

As infrações gravíssimas são aquelas que, quando praticadas, têm alto potencial de riscos e acidentes no trânsito. Muitas das penalidades, inclusive, são listadas também no Código Penal Brasileiro.

Multas gravíssimas geram 7 pontos na CNH do condutor e custam a partir de R$ 293,47. Os valores variam, dirigir um veículo com a CNH suspensa, por exemplo, gera multa de R$ 880,41. Para quem for pego dirigindo sob efeito de álcool, o valor é multiplicado por 10, custando R$ 2.934,70.

Confira abaixo quais são as principais infrações gravíssimas:

  • Conduzir um veículo com CNH suspensa ou vencida a mais de 30 dias;
  • Dirigir de modo perigoso, apostando corridas e colocando pedestres e outros motoristas em risco;
  • Dirigir sob o efeito de álcool e drogas;
  • Ultrapassar pelo acostamento ou na contramão;
  • Transitar sem placa, com chassi adulterado, sem registro ou licenciamento;
  • Estacionar em vagas reservadas, sem a devida credencial para isso.

Agora que você sabe quais são as principais infrações de trânsito, seus tipos e penalizações, busque se conscientizar e cumprir todas as regras. Isso será fundamental para que você dirija com responsabilidade e não coloque a sua vida nem a de outras pessoas em risco.