Últimas Notícias

Vantagens da migração do sistema ERP para a nuvem

São Paulo 1/10/2021 – O ERP em nuvem garante mais segurança no tráfego de dados, eficiência centralizando todas as informações em um único software.

Em um mundo em que a pandemia acelerou o processo de transformação digital das empresas, os empreendedores estão buscando soluções de redução de custo para o negócio e mais segurança para os dados que trafegam na internet, e neste caso, a migração dos dados para nuvem torna-se viável para esta demanda. Além do custo reduzido, as aplicações em nuvem oferecem agilidade, inovação e oportunidade de expansão com a aceleração digital.

Segundo um recente levantamento do instituto de pesquisa Gartner, o segmento de Infraestrutura como Serviço (IaaS), responsável por oferecer recursos em nuvem de computação, armazenamento e rede, cresceu 40,7% em 2020 — em comparação com o ano anterior, movimentando cerca de US$ 64,3 bilhões no mundo. Atualmente, na América Latina, o Brasil é o maior investidor em serviços de armazenamento, mas com baixo índice de aproveitamento dos benefícios relacionados à escalabilidade e alta disponibilidade oferecidos pela nuvem.

Num mundo em que a pandemia acelerou o processo de transformação digital das empresas, os empreendedores estão buscando soluções de redução de custo para o negócio e mais segurança para os dados que trafegam na internet, e neste caso, a migração dos dados para nuvem torna-se viável para esta demanda. Além do custo reduzido, as aplicações em nuvem oferecem agilidade, inovação e oportunidade de expansão com a aceleração digital.

Em todo esse processo, a empresa que possui um software ERP já tem uma vantagem competitiva, pois o ERP – sigla para Enterprise Resource Planning – é um sistema integrador de processos que otimiza a gestão estratégica e inteligente do negócio. Este software permite que a empresa estude o cenário real de todos os departamentos através dos diversos relatórios, gestão de vendas, controles de faturamento, estoque e logística e consequentemente, redução de custos. “Estando em nuvem, o ERP ganha mais alguns benefícios”, comenta Ricardo Nunes, CEO da TRIYO Tecnologia.

O ERP baseado em nuvem não depende da infraestrutura de servidor próprio para ajudar as empresas a compartilhar informações entre departamentos. O software em nuvem continua integrando todas as funções essenciais para o funcionamento de um negócio.

O objetivo principal é tornar o negócio da empresa mais eficiente, centralizando todas as informações em um único software como, estoque, produção, finanças, NFE. Além de contar com a segurança da aplicação em nuvem, que previne imprevistos indesejáveis com servidores locais.

Oferece ainda, mais algumas vantagens:

– Custos reduzidos:
Como o acesso do ERP em nuvem é feito remotamente, a empresa não precisa mais arcar com os gastos com armazenamento, infraestrutura de TI e gerenciamento de dados.

– Maior segurança para a empresa:
Com o software na nuvem, os dados da empresa são armazenados e gerenciados com segurança, além de serem criptografados, com recuperação de dados e backup em minutos.

– Acesso remoto:
Os dados da empresa podem ser acessados de qualquer local, inclusive através de dispositivos móveis.

– Escalabilidade:
Incluir dados ERP na nuvem possibilita o crescimento corporativo através do aumento de recursos, como espaços para armazenamento, permitindo que o sistema se adapte às necessidades da organização.

– Atualização constante e ágil:
Os usuários do ERP na nuvem recebem atualizações constantes, além de ser personalizável.

São muitas as vantagens da migração do ERP para a nuvem, o que garante um ganho estratégico e comercial para as empresas. Mas para que essa migração ocorra com sucesso é importante observar os seguintes passos:

1) Mapeamento
A primeira etapa de um projeto de migração para a nuvem é entender o momento da empresa, seu estágio de maturidade e a expectativa com o resultado esperado. Além disso, determinar quais benefícios serão ofertados aos seus clientes com esse processo. Assim, a empresa ganha em eficiência operacional e melhoria na experiência do consumidor.

2) Definição da solução mais adequada e tipo de serviço
Neste passo, deve-se avaliar qual é a solução mais aderente ao negócio e necessidades da empresa e os tipos de serviço em nuvem a serem adotados.

3) Homologação da aplicação
Neste processo são testadas todas as funcionalidades da aplicação em nuvem com o objetivo de garantir a melhor experiência do cliente final no novo ambiente.

Entender todo o processo para migrar um sistema em nuvem irá garantir que o negócio faça a implementação com menos riscos e obtenha retorno em menos tempo.

Website: http://www.triyo.com.br