Últimas Notícias

Como preparar o seu e-commerce para a Black Friday?

A Black Friday é o dia que inaugura a temporada de compras de final de ano, sendo uma das datas mais esperadas, tanto pelos consumidores quanto pelos lojistas. Por isso é fundamental preparar a sua loja virtual para gerar uma experiência de compra satisfatória e lucrativa. 

Implementar a Black Friday no seu e-commerce não significa dar descontos sem propósito ou esperar que os clientes apareçam desejando seus produtos ou serviços. É necessário planejar suas ações corretamente de modo a atrair seu público e obter sucesso nas suas vendas.

Em 2020, com a pandemia do coronavírus, as vendas online dominaram a Black Friday. O faturamento nesse período teve um crescimento de 24,8% em relação ao ano de 2019. Portanto, a tendência das compras na internet foi ainda maior e, em 2021, espera-se que esse cenário seja similar.

Acompanhe este conteúdo para saber as projeções para a Black Friday 2021 e confira dicas de como preparar o seu e-commerce!

A Black Friday no Brasil

Essa data é considerada a maior do comércio eletrônico brasileiro. Apesar de ter surgido nos Estados Unidos, a Black Friday é um fenômeno mundial.

Há diversas teorias sobre como nasceu a expressão Black Friday. Dizem que o termo foi criado na década de 60 por policiais da Filadélfia para se referir ao trânsito que ficou um caos após feriado de Ação de Graças. Com isso, surgiu a oportunidade de venda para diversos comerciantes, que faziam promoções para atrair quem passava pelas lojas.

Nesse sentido, a expressão Black Friday se expandiu e se tornou uma referência local aos descontos. Outra história diz que essa data teve origem no final do século XIX, quando duas instituições financeiras quebraram no mesmo dia, que coincidentemente foi em uma sexta-feira.

No Brasil, essa data chegou em 2011 por meio do portal Busca Descontos. Desde então, diversas empresas incorporaram esse dia em seu calendário comercial, batendo recordes de vendas a cada ano. Além disso, a Black Friday começou no Brasil como um evento exclusivamente online e passou para as lojas físicas, ao contrário dos EUA.

O objetivo dessa data é criar ofertas durante as 24 horas da última sexta-feira do mês de novembro. Geralmente, esses descontos são maiores que em outras épocas do ano e há mais variedade de produtos, favorecendo a compra e a atração de consumidores.

É comum ver diversos sites colocando uma contagem regressiva para a Black Friday a fim de atrair mais compradores e visitas na data estabelecida. Hoje, também temos diferentes ações que envolvem essa data, como pré e pós campanhas, estendendo os prazos de descontos.

Um exemplo disso é a Cyber Monday, que tem como objetivo impulsionar as vendas das lojas virtuais na primeira segunda-feira após a Black Friday. Também temos o “Esquenta Black Friday”, que acontece semanas antes.

Portanto, com o crescimento dos e-commerces, essa data funciona como uma oportunidade para os negócios prolongarem suas vendas e aumentarem seu faturamento no final do ano.

Projeções para a Black Friday 2021

A Black Friday acontece dia 26 de novembro de 2021. No ano anterior, mesmo com o isolamento social, as vendas nesse período superaram R$ 4 bilhões em dois dias no e-commerce. Isso representa um crescimento de 25% em relação ao ano de 2019.

De acordo com uma pesquisa da Méliuz, 71% dos brasileiros pretendem fazer compras na Black Friday em 2021. Essa data promete bater recordes de vendas, com projeções de faturamento de R$ 10 bilhões para a economia brasileira. Basicamente, espera-se resultados superiores que o ano anterior.

Mesmo que em 2020 o foco das vendas tenha sido o ambiente online devido à pandemia do coronavírus, em 2021 isso não será diferente. Um estudo aponta que 72% dos consumidores pretendem continuar comprando no e-commerce mesmo com a reabertura das lojas físicas.

Dentre os produtos mais desejados para a Black Friday estão:

  • Roupas e acessórios;
  • Bens eletrônicos;
  • Celulares;
  • Itens de informática.

Os serviços que ganham destaque são:

  • Plataformas de streaming;
  • Curso de idiomas;
  • Cursos de capacitação profissional;

Como preparar seu e-commerce para a Black Friday?

Agora que você conhece o cenário da Black Friday no Brasil, confira algumas dicas para a preparar seu e-commerce e obter sucesso nas suas vendas!

Otimize seu site 

Sua página de vendas é realmente funcional e foi desenvolvida para receber acesso de diversos visitantes? Para atrair consumidores e conquistar vendas, é importante ter um site eficiente de modo a garantir uma boa navegação aos usuários.

Se as pessoas acessam o seu endereço, mas enfrentam dificuldades na hora da compra ou não encontram o que desejam, é provável que elas desistam da sua loja e optem por um produto concorrente. Nesse sentido, invista na otimização do seu e-commerce.

Para isso, é possível exibir os itens em promoção no topo da sua página, criar um banner personalizado com a paleta de cores da sua marca para a Black Friday e destacar suas ofertas. Isso facilita a localização dos produtos com desconto durante a data.

Uma dica é entender a jornada do cliente a fim de conhecer o caminho que o consumidor percorre até finalizar uma compra no seu site. Essa estratégia ajuda a desenvolver otimizações no processo de compra e entender as melhores ações para seu público-alvo.

Reforce seu estoque

Não adianta divulgar grandes promoções para seus produtos se eles não estiverem disponíveis para seus potenciais compradores. Nesse momento, é importante ter em mente que descontos e ofertas geram muita demanda, por isso, prepare o estoque do seu e-commerce. Assim, é possível suprir todos os pedidos realizados na sua loja virtual.

Faça um planejamento e levantamento das mercadorias que são mais ou menos vendidas no seu e-commerce. Dessa forma, você é capaz de comprar as unidades corretas dos produtos e investir na venda de itens que são diferenciais do seu negócio.

Se você trabalha com a venda sem estoque, por meio do modelo de negócio conhecido como dropshipping, por exemplo, é provável que tenha contrato com fornecedores. Então, negocie com cada um deles para criar descontos competitivos e que geram vantagens para sua loja.

Saiba mais sobre como fazer dropshipping em seu site de vendas.

Crie promoções reais

Atualmente, o comportamento de compra dos consumidores se transformou bastante. Eles estão cada vez mais atentos aos preços dos produtos, além de pesquisarem muito antes de finalizar uma compra.

Por isso, elabore ofertas reais para seu e-commerce, fugindo de práticas que são consideradas ruins, como elevar o preço dos itens antes da Black Friday para tentar passar a sensação que os descontos são maiores.

Hoje, os compradores estão espertos com a famosa “Black Fraude”. Para evitar situações como essa, diversos órgãos, como o Procon, também fiscalizam as lojas que enganam os seus clientes.

Portanto, crie promoções reais, que realmente oferecem preços interessantes para seu público. Essa atitude passa credibilidade e estabelece uma relação de confiança entre seu negócio e seus consumidores.

Ofereça diferentes formas de pagamento 

É muito comum os clientes adicionarem os produtos no carrinho de compra, mas na hora  de finalizar o pedido, desistem devido às formas de pagamento online oferecidas pelo seu e-commerce.

Diante disso, é relevante investir em um gateway de pagamento, por exemplo. Esse sistema permite conectar e transferir dados entre a loja e as instituições financeiras. Com isso, a empresa disponibiliza diferentes meios de pagamento, como cartão de crédito, Pix, boleto bancário e transferência bancária. Essa ação evita o abandono do carrinho na hora do checkout e, consequentemente, mantém a taxa de conversão positiva.

Geralmente, quanto mais opções de pagamento seu negócio oferecer, mais pedidos são fechados. Isso porque muitos indivíduos não se sentem seguros de colocar suas informações em sites de vendas e optam pela forma que mais sentem confortáveis.

Avalie feedbacks da Black Friday do ano anterior

Se sua loja virtual aplicou campanhas de Black Friday no ano anterior, é importante analisar os relatórios a fim de entender quais ações funcionam ou não. Esse entendimento também permite conferir quais foram os produtos mais comprados e principais reclamações em relação ao seu negócio neste período de promoções.

Dessa forma, seu e-commerce evita cometer os mesmos erros, além de investir nas ações que geram resultados positivos.

Ofereça suporte técnico 

O suporte técnico é essencial nos momentos de muita demanda em seu site. Na Black Friday, por exemplo, os acessos crescem muito e geram lentidão nos endereços web. Por isso, é importante ter uma equipe preparada para corrigir qualquer problema durante essa campanha.

Garanta a segurança online 

A segurança do site é um fator determinante na hora de um potencial consumidor fechar  uma compra. Por esse motivo, conte com uma plataforma de e-commerce segura e confiável para vender seus produtos. Assim, você evita fraudes, roubos de dados e outros problemas relacionados à falta de proteção do seu endereço.

Com a adoção de um ambiente seguro, também é possível evitar problemas com os clientes, que podem se tornar questões judiciais.

Resumo

Com um negócio preparado para a Black Friday e sua loja virtual otimizada, é possível satisfazer as necessidades dos consumidores, conquistar mais vendas, evitar erros e aumentar seu faturamento. Portanto, não deixe de seguir as dicas deste conteúdo e obtenha um bom plano de marketing para as suas campanhas venderem mais nesse período.