Últimas Notícias

Para avançar na carreira, 40% dos profissionais precisarão se recriar até 2025

São Paulo, SP 31/1/2022 – A minha profissão é um ‘sacerdócio’ que estimula minha qualificação constante – Poliana Pionório, mestranda em Business Administration pela MUST University

Mestrado online amplia possibilidades de aprendizagem dos especialistas da nova era

O relatório Future of Jobs 2020, do Fórum Econômico Mundial, revelou a expectativa das empresas em relação aos seus colaboradores. Segundo o estudo, cerca de 40% dos profissionais precisarão de requalificação em seis meses ou até menos. Além disso, para 94% dos líderes de negócios, os funcionários devem adquirir novas habilidades no trabalho até 2025, assim como requalificar-se em suas áreas de atuação.

Os números são prova de que os impactos econômicos causados pela crise sanitária mundial e o avanço tecnológico – automação, Internet das Coisas (loT), Inteligência Artificial – vêm transformando o mercado de trabalho em velocidade exponencial.

De certa maneira, essa rapidez na transformação é um reflexo do mundo contemporâneo no qual as coisas se tornaram mais imediatas e também efêmeras. E isso não seria diferente na área corporativa. O novo “modus operandi” confirma o pensamento de Alvin Toffler (1928-2016), famoso por dizer que o analfabeto do século XXI não é aquele que não sabe ler e escrever, mas quem não consegue aprender, desaprender e reaprender.

Ao contrário de anos atrás, quando a graduação era suficiente para a construção de uma carreira sólida, hoje ela serve apenas de base para que os alunos conheçam os fundamentos da profissão que querem seguir e reflitam sobre eles. Mas é necessário ir além. O curso superior é apenas o começo de uma trajetória de aperfeiçoamento constante.

O tempo não para

Na era da informação, tudo pode mudar em questão de segundos. Portanto, o funcionário valorizado pelas empresas é aquele apto a multiplicar seus saberes constantemente, agregando um apanhado de informações à rotina profissional. Esse conceito define o lifelong learning, termo inglês que, em tradução livre, significa “aprendizado ao longo da vida”. Em resumo, uma busca constante e ilimitada do conhecimento que independe do tempo e da idade.

Para Poliana Pionório, mestranda em Business Administration pela MUST University, quem busca informações constantemente e se interessa em aprender tende a ter mais facilidade diante das mudanças. “No meu caso, a expressão ‘voltar a estudar’ não faz muito sentido, já que nunca parei!”, afirma a mestranda.

Formada em Administração de Empresas com ênfase em Marketing, Poliana explica que o aprendizado constante só é possível graças às facilidades do ensino à distância, que permite mais flexibilidade de horário e localização. “Faço mestrado, totalmente online, em uma universidade americana. Isso jamais seria possível há algum tempo. A minha profissão é um ‘sacerdócio’, que estimula minha qualificação constante!”, diz.

Website: https://mustedu.com/