Últimas Notícias

Como funcionam receitas digitais e quais os seus benefícios?

Goiânia, Brasília 2/2/2022 –

A receita digital se tornou a alternativa mais segura para médicos e pacientes durante a pandemia, uma aplicação simples e intuitiva que tem facilitado a vida de muitas pessoas.

Receita digital é uma prescrição feita de modo on-line aos pacientes que pode ser acessada via internet, sem a necessidade de possuir o receituário impresso para comprar os remédios. Além do mais, assim que houver a compra de medicamentos, a receita é averiguada pelo farmacêutico. 

Esse modelo de prescrição digital é diferente da receita digitalizada, que é somente uma fotocópia da receita que foi repassada impressa e não pode ser usada pelo paciente para comprar medicamentos em farmácias. Nesse caso, deve-se entregar a versão impressa original. Trata-se de um documento médico com validade jurídica, criado num ambiente com base completa de medicamentos, interação medicamentosa e outras ferramentas de inteligência que tornam o processo totalmente digital e seguro. 

As receitas digitais proporcionam vários benefícios para médicos, pacientes, instituições de saúde e farmácias, como, por exemplo: 

  • Redução de custos: a receita digital substitui o papel, o que permite eliminar os custos de impressão, manutenção de equipamentos, cartuchos de tinta e outros. 
  • Redução de erros: a prescrição em papel pode conter ou causar erros. Um médico que se equivoca ao indicar a dosagem ou um farmacêutico que interpreta errado uma receita coloca em risco a saúde do paciente. 
  • Redução de fraudes: a receita analógica é facilmente corrompida e medicamentos controlados podem ser comprados de forma indevida. A receita digital é gerada por médicos com CRMs ativos e certificado digital válido. 
  • Maior acessibilidade ao medicamento: muitas pessoas não podem comparecer a uma consulta presencial e receber uma receita em casa. Com a receita digital e a teleconsulta, essa limitação é superada. 
  • Menor retorno de paciente: não são raros os retornos de pacientes devido a problemas com a receita manual. Como a receita digital reduz os erros, também é menor o número de pessoas que retornam às instituições para buscar outra receita. 

Após a consulta, a receita digital é enviada via SMS ou e-mail para o paciente. Na mensagem há um link de acesso e um código de identificação da receita. Não é necessário imprimir nada para comprar os medicamentos. Basta informar o código ao farmacêutico para que ele acesse o documento on-line.  

Os farmacêuticos que aderirem ao uso da receita digital devem informar que ela foi utilizada e quais medicamentos foram dispensados, com número de lote e quantidade de caixas. Após atualizar a receita com as informações dos remédios vendidos e assiná-la digitalmente, é preciso fazer upload do novo arquivo no site do Validador de Documentos Digitais, para que o documento seja invalidado e o paciente não compre remédios em maior quantidade do que foi prescrito. 

A receita digital é uma inovação ideal para qualquer instituição de saúde, e já é aceita em muitas farmácias.

Website: https://www.drogariasantamarta.com.br/