Últimas Notícias

Evento online e inédito reúne especialistas em tratamentos neurológicos

São Paulo, Brasil 3/2/2022 – Decidimos realizar online, pois assim podemos alcançar pessoas de todos os lugares do Brasil, que talvez não poderiam ter acesso a esse conhecimento

Acontecerá de 14 a 20 de fevereiro, o evento online “Desafio vida no deserto — do deserto ao jardim”, que proporcionará 7 dias seguidos de lives com médicos e especialistas, com o intuito de difundir o conhecimento para toda sociedade, e principalmente auxiliar portadores e cuidadores a lidarem melhor e conhecerem o que há de mais moderno na medicina mundial sobre os tratamentos das doenças cerebrais.

Acontecerá de 14 a 20 de fevereiro, o evento online “Desafio vida no deserto — do deserto ao jardim”, que proporcionará 7 dias seguidos de lives com médicos e especialistas, com o intuito de difundir o conhecimento para toda sociedade, e principalmente auxiliar portadores e cuidadores a lidarem melhor e conhecerem o que há de mais moderno na medicina mundial sobre os tratamentos das doenças cerebrais. O Neurocirurgião, Dr. Francinaldo Gomes será o anfitrião do evento, ele reitera que o propósito do é levar mais esperança para as pessoas, pois apesar de ser uma situação delicada, pode ser superada com o tratamento e amparo adequado. Doenças cerebrais, como epilepsia, síndrome de Parkinson, Alzheimer, expectativa de vida da síndrome de west, autismo e depressão serão algumas pautas.

“Serão 7 dias de evento online e gratuito, onde discutiremos sobre os problemas e limitações que afetam os portadores e cuidadores. Além dos problemas principais da doença, existem também as dificuldades secundárias, como o preconceito com o portador e a solidão do cuidador. Decidimos realizar online, pois assim podemos alcançar pessoas de todos os lugares do Brasil, que talvez não poderiam ter acesso a esse conhecimento especializado. Contaremos também com a presença de outros médicos especialistas com formação internacional”, afirma o médico.

A conferência é fomentada pelo Instituto Dr. Francinaldo Gomes, que opera internacionalmente no segmento científico-educacional e de atendimento clínico, a entidade almeja se tornar referência no tratamento de pessoas com distúrbios de movimentos, transtornos psiquiátricos e epilepsia. “A ideia de criar o evento surgiu depois de muitos anos realizando atendimentos e cirurgias médicas. O conhecimento de tratamentos modernos é o que precisamos difundir”, conta o neurocirurgião.

Tratamento com Canabidiol

O Canabidiol (CBD) é uma das diversas substâncias que a Cannabis (maconha) possui. Apesar da proibição do plantio, comercialização e uso da planta no Brasil, a cada dia surgem novas pesquisas revelando os benefícios para a saúde, no caso do CBD.

Dentre os temas que serão abordados no evento, está o canabidiol. A substância tem sido uma importante aliada no controle e tratamento de muitas doenças. Segundo a Dr.ª Maria Teresa Jaco, membro da International Association for Cannabinoid Medicines (IACM), “o elemento é anti-inflamatório neuronal e nas articulações, melhora a dor da cólica menstrual, funciona como ansiolítico, antidepressivo, auxilia no tratamento de Parkinson, entre outros”.

Um estudo realizado na Universidade Federal de Minas Gerais UFMG, em 2020, comprovou a eficácia do CBD para o tratamento da epilepsia. Segundo o professor e responsável pelo estudo, Antônio Carlos Pinheiro de Oliveira, “a substância aboliu quase completamente as crises, pois o óleo tem um efeito neuroprotetor, evitando a morte dos neurônios e a inflamação do cérebro”.

O Dr. Francinaldo Gomes lembra que existem hoje mais de 20 medicamentos para epilepsia no mundo e muitos deles não podem ser usados simultaneamente com outros, pois competem na ação, no entanto, com os derivados da cannabis isso não acontece. “O CDB já tem o sistema próprio, que existe naturalmente, e esse medicamento compete com os outros que a pessoa já utiliza”, diz o médico.

É importante mencionar que, assim como qualquer medicamento, a utilização requer o acompanhamento de um profissional médico. A automedicação pode acarretar prejuízos para a saúde da pessoa, contudo, de acordo com o especialista, se administrado da maneira correta, os efeitos colaterais do CBD são mínimos.

Tratamento com cirurgia 

A epilepsia acomete 1,5% da população brasileira, aproximadamente 3 milhões de habitantes, 60% podem ser tratados com o auxílio medicamentoso e 40% necessitarão de cirurgia ou tratamento alternativo. “Isso significa que essas pessoas precisam de atenção e apoio médico, seja por tratamento medicamentoso ou cirurgia”, diz neurocirurgião.

As primeiras cirurgias de epilepsia e de neuromodulação para epilepsia do norte do Brasil foram realizadas em 2013 pelo Dr.º Francinaldo Gomes, que será o anfitrião do evento Desafio vida no deserto — do deserto ao jardim. Especialista em neurocirurgia, Francinaldo evidenciará os aspectos da doença e da luta em favor das pessoas que têm transtorno epilético e que convivem com um portador da doença.

Uma das partes mais importantes do evento serão as lives sobre mentalidade. “A pessoa cuidadora do portador da doença precisa ser resiliente como uma rosa do deserto, que mesmo num ambiente inóspito, consegue florescer”, segundo o anfitrião.

Em abordagens antigas, a família era sempre isolada das pessoas portadoras de transtornos mentais, o profissional médico era quem intermediava essa relação. Com uma nova abordagem terapêutica, a família agora passa a ter uma presença maior, e “as cuidadoras têm um papel essencial nesse processo”, segundo o especialista. 

Ele deixa claro que é fundamental considerar vários aspectos, que vão além da medicação e da cirurgia: “É preciso falar de educação, de apoio psicológico, de assistência social, de direitos legais. É importante ter uma abordagem sistêmica entre todas as áreas para que os familiares possam ter uma maior segurança, e assim consigam atravessar o deserto e chegar no jardim”.

Mais informações:

O Desafio vida no deserto — do deserto ao jardim,  começa na segunda-feira, 14 de fevereiro, com lives sempre a partir das 19h57. Os participantes poderão perguntar diretamente para os convidados durante todo o evento, e nos grupos de WhatsApp para quem estiver inscrito.

O link para inscrição gratuita é: https://go.institutodrfrancinaldo.com.br/vida-no-deserto

Website: https://institutodrfrancinaldo.com.br/