Últimas Notícias

Softwares se diversificam e viram necessidade básica nas empresas

9/3/2022 – As empresas se deram conta da utilidade de ferramentas como o Excel e o Power BI e passaram a utilizá-las com mais força

Ferramentas como Excel e Power BI são utilizadas em diferentes áreas, como financeiro, comercial e marketing; para especialista, domínio de softwares é aptidão que deve constar no currículo

Foi-se o tempo em que o trabalho no mundo corporativo podia ser feito apenas numa folha de papel ou em um simples editor de texto. Atualmente, computadores parecem canivetes suíços. Eles contêm diversos softwares e aplicações cujo propósito é deixar o trabalho mais ágil e eficaz. Mas não basta ter essas ferramentas ao alcance do mouse: é necessário saber utilizá-las. 

Isso porque as empresas esperam cada vez mais dos profissionais o domínio das ferramentas utilizadas no dia a dia do trabalho. Quem quer se destacar, precisa conhecer bem as que são mais empregadas. “A variedade de ferramentas que estão surgindo com o avanço da tecnologia é muito promissora para otimizar o trabalho e a produtividade. E as empresas buscam profissionais que saibam utilizá-las”, diz Henrique Borges, instrutor empresarial de Business Intelligence da empresa Lean Solutions.

Para o especialista, o profissional precisa aprender a usar as ferramentas mais utilizadas em sua área. “Softwares como CRMs e o Power BI estão aparecendo nas listas de requisitos das empresas. Quem está à procura de emprego deve buscar treinamentos especializados em ferramentas adotadas nas áreas de interesse”.

O problema é que muitas vezes escolher qual ferramenta aprender para utilizar vira um desafio. Contudo, alguns softwares são mais adotados em diferentes funções. É o caso dos editores de planilhas e de programas que realizam análise de dados. 

“São as ferramentas mais comuns, como o Excel, que dominam há anos os formulários de inscrição dos processos seletivos. É bom que os candidatos a uma vaga de emprego tenham um conhecimento favorável em Excel, tanto por sua popularidade, quanto por sua diversidade de aplicações em diferentes setores corporativos”, diz Borges. 

O uso do Excel no trabalho depende das necessidades do profissional, que variam de acordo com as diferentes áreas. O software pode ser visto como uma ferramenta coringa, que é empregada em tarefas que vão desde a gestão de um negócio até a análise de dados comerciais. “Ao contrário do que muitas pessoas pensam, o Excel não se tornou obsoleto”, completa o especialista. 

Para além do editor de planilhas

Além do Excel, outros softwares devem estar no radar dos profissionais que querem ser competitivos no mercado. Ferramentas como o Power Apps, Power BI e o Power Automate e aplicações que dispensam o uso massivo de códigos de programação – o chamado low code – compõem o kit básico das empresas. 

O Power Apps, por exemplo, permite ao usuário criar aplicativos internos de forma mais fácil. Já o Power Automate ajuda os profissionais que precisam substituir tarefas repetitivas e manuais por ações automatizadas. 

“Quando as empresas se deram conta da utilidade dessas ferramentas, passaram a utilizá-las com mais força. Agora, elas tendem a se tornar indispensáveis. A tecnologia está avançando e as soluções de fácil utilização são as que têm maior aceitação”, comenta Borges.

Para saber mais, basta acessar o site: www.leansolutions.com.br

www.blog.leansolutions.com.br

Website: http://www.leansolutions.com.br