Últimas Notícias

IRPF 2022: declaração pré-preenchida ajuda a evitar erros

Atibaia, SP 17/3/2022 – A apresentação da declaração do Imposto de Renda 2022 teve início no dia 7 de março e vai até o dia 29 de abril.

A Receita Federal divulgou em outubro do ano passado que um total de 869.302 declarações de IR caíram na malha fina, representando o equivalente a 2,4% das 36.868.780 declarações enviadas de março a setembro de 2021.

Todo ano, uma das principais preocupações de todo brasileiro nos primeiros meses, além de impostos como IPTU e IPVA, é a Declaração do Imposto de Renda. Seja por desatenção ou falta e documentos, essa obrigação muitas vezes acaba sendo desgastante para o contribuinte que não está preparado ou não possui auxílio para sua declaração; a Receita Federal divulgou em outubro do ano passado que um total de 869.302 declarações de IR caíram na malha fina, representando o equivalente a 2,4% das 36.868.780 declarações enviadas de março a setembro de 2021.

A Declaração Pré-preenchida da Receita – que até ano passado só estava disponível a quem tem certificado digital – foi ampliada nesta segunda-feira (14) a quem tem conta nível prata ou ouro no Portal Gov.br, sendo disponível em todas as plataformas existentes de preenchimento da declaração. Para sua utilização, se faz necessário o acesso ao sistema de sites do governo (gov.br) com nível de segurança “prata” ou “ouro”. O recurso facilita o processo ao reduzir os erros e omissões, nela são apresentadas as principais informações do contribuinte, como dados enviados por empresas, instituições financeiras, imobiliárias, planos de saúde, médicos e hospitais; caberá ao contribuinte apenas confirmar, alterar, incluir ou excluir informações antes de enviar a declaração. A Declaração Pré-preenchida pode ser acessada através do Centro de Atendimento Virtual da Receita (CAC).

A apresentação da Declaração do Imposto de Renda 2022 teve início no dia 7 de março e vai até o dia 29 de abril. Segundo pesquisas, os erros mais comuns cometidos durante o procedimento são: erros de digitação, omissão de rendimentos, declaração de rendimento na ficha errada, deduções indevidas, incluir dependentes de forma indevida, omitir o saldo devedor de uma dívida e confundir PGBL com VGBL. É importante realizar a declaração atentamente, pois todos esses erros geram problemas com o fisco – órgão que controla a legislação de tributos e impostos.

Geralmente quem encontra dificuldades em declarar o IR conta com o auxílio de um contador ou advogado do ramo tributário para sua realização. “É um processo repleto de detalhes e que exige muita atenção, sempre recomendamos a separação dos principais documentos com antecedência pois a demanda por esse serviço durante essa época do ano é altíssima”, diz Lucca Sousa, Sócio-diretor da empresa MCO Contábil.

Website: https://www.minhacontabilidadeonline.com.br/