Publicidade FENICS 2108 - RESERVE JÁ,JÁ, SEU STAND!  

PUBLICIDADE

COPASA - MONTES CLAROS
Inicio » Mais Seções » Nasa testa nova tecnologia para pousar em Marte

Nasa testa nova tecnologia para pousar em Marte

Depois de vários adiamentos pelo mau tempo, a Nasa enviou um disco voador para a alta camada da atmosfera terrestre, neste sábado, para testar uma tecnologia que poderá ser usada para aterrissar em Marte.

O enorme balão inflado com hélio foi lançado às 17h40 (horário de Brasília), da base militar da ilha havaiana de Kauai, 25 minutos após a abertura da janela de lançamento – como mostraram imagens transmitidas ao vivo pela televisão americana.

Nasa testa nova tecnologia para pousar em Marte
Nasa testa nova tecnologia para pousar em Marte

Quando estiver totalmente cheio na atmosfera, o balão terá o tamanho de um campo de futebol.

O artefato transporta um objeto em forma de disco, o Desacelerador supersônico de baixa densidade (LDSD, na sigla em inglês).

O balão deve levar entre duas e três horas para atingir os 36.600 metros de altitude, onde ficará em órbita. Pouco depois, a nave de teste, em forma de disco, será lançada. Sua propulsão será acionada para levá-la até 54.900 metros.

É nesse momento que começa o teste da nova tecnologia, o Desacelerador supersônico aerodinâmico inflável (Siad, na sigla em inglês). O Siad freará a nave até uma velocidade de aproximadamente 2,5 vezes a do som (3.060 km/h) antes de abrir um enorme paraquedas supersônico. Em seguida, deve desacelerar a descida do aparelho para um pouso suave, 40 minutos depois de sua liberação.

A Nasa pretende realizar outros dois voos do LDSD para testar as duas tecnologias – de freio e de aterrissagem – com seu desacelerador inflável e com o balão.

“Se nosso disco voador alcançar a velocidade e a altitude previstas, será um grande dia para nós”, disse recentemente o responsável pelo projeto LDSD, Mark Adler.

Desde a década de 1970, a Nasa utiliza o mesmo sistema de paraquedas para frear seus trens de pouso e robôs que aterrissam no Planeta Vermelho, à medida que penetram a fina atmosfera marciana.

A nova tecnologia está sendo testada em alta altitude, devido à semelhança de condições com a atmosfera superior de Marte, a termosfera.

Leia Também

Atacante voltou a ficar devendo melhor atuação contra a Costa Rica, não rendeu o esperado e mostrou nervosismo com rivais e arbitragem

No sufoco, Neymar supera irritação, marca nos acréscimos, chora e leva o Brasil a vitória

* Por: Jornal Montes Claros - 22 de junho de 2018. No sufoco, Neymar supera …

Aviso: Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas. O espaço de comentários em nossos artigos é destinado a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não às pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou email válido).