Publicidade FENICS 2108 - RESERVE JÁ,JÁ, SEU STAND!  

PUBLICIDADE

COPASA - MONTES CLAROS
Inicio » Mais Seções » Loja de aplicativos da Apple tem 953 mil “apps zumbis”

Loja de aplicativos da Apple tem 953 mil “apps zumbis”

Um estudo da consultoria alemã Adjust revela que existem 953 mil “apps zumbis”, aqueles que não atraem atenção dos usuários na loja de aplicativos da Apple, a App Store. Isso representa 80% do total de ferramentas à venda, de 1,1 milhão de apps, conforme dados de junho.

Por categoria, os livros são aqueles que têm os aplicativos mais mortos, com 27%.
Por categoria, os livros são aqueles que têm os aplicativos mais mortos, com 27%.

Desde que a App Store começou, em julho de 2008, mais de 1,6 milhão de aplicativos foram adicionados à plataforma. Desses, 350 mil foram retirados, ou seja, um em cada cinco aplicativos (22%) não está mais disponível.

Por categoria, os livros são aqueles que têm os aplicativos mais “mortos”, com 27%. Seguido por entretenimento (25%), utilitários, a exemplo de antivírus e aceleradores de hardware, (25%) e jogos (21%).

De acordo com a Adjust, o número de apps zumbis tem crescido semestre a semestre. Em junho de 2013, representava 70% do total. Em dezembro, alcançava 75%. O atual índice de 80% mostra que apenas três em cada quatro aplicativos recebe a devida atenção do usuário.

A análise aponta também que, na maioria dos casos, a App Store e o criador do aplicativo acabam “matando” a ferramenta. Como fez a Apple em fevereiro de 2012, ao retirar “aplicativos clones” – criados com nomes similares a outros apps famosos como o jogo “Temple Jump”, que se passava por uma sequência de “Temple Run”.

Ainda segundo o estudo, são esperados para o próximo ano 578 mil novos aplicativos.  

Leia Também

Gol de bicicleta de Gareth Bale

Real Madrid conquista tricampeonato e 13º título da Liga dos Campeões

* Por: Jornal Montes Claros - 26 de Maio de 2018. Real Madrid conquista tricampeonato …

Aviso: Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas. O espaço de comentários em nossos artigos é destinado a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não às pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou email válido).