SMART FIT - MONTES CLAROS

Turbo Pesquisa - CLIQUE AQUI PARA MIAS INFORMAÇÕES
Inicio » Nacional » Brasil – PF e FBI alertam para ação de gangue que usa vírus para fraudar boletos

Brasil – PF e FBI alertam para ação de gangue que usa vírus para fraudar boletos

A Polícia Federal em Pernambuco alerta nesta terça-feira (14) para uma gangue que está sendo investigada em conjunto com a polícia norte-americana (FBI) responsável por fraudar quase 500 mil boletos no Brasil – de fevereiro a maio deste ano – por meio de um vírus de computador.

Quadrilha internacional é responsável por fraudar quase 500 mil boletos no Brasil
Quadrilha internacional é responsável por fraudar quase 500 mil boletos no Brasil

A ação vem de computadores instalados nos Estados Unidos, e o vírus “Bolware” é enviado por e-mail, com mensagens falsas de cobrança de bancos, intimações da polícia, fotos de alguma festa, inscrição de vestibular (Enem), pendências da Receita Federal, da Justiça Eleitoral, entre outros. Segundo a PF, há pelo menos 19 tipos do vírus voltados para essa prática.

Vírus identifica código de barras e intercepta o pagamento Foto: Polícia Federal/Divulgação
Vírus identifica código de barras e intercepta o pagamento
Foto: Polícia Federal/Divulgação

Com o computador infectado, a gangue pode monitorá-lo à distância. Quando um código de barras de boleto é digitado ou identificado, a quadrilha internacional intercepta o pagamento, trocando o número da conta de destino do dinheiro e desvia para contas de ‘laranjas’ no Brasil.

Outra forma de fraude é quando o cliente gera o boleto online para realizar alguma compra. Esse é enviado ao servidor do grupo nos EUA, adulterado e reenviado ao computador no Brasil, fazendo com que o usuário não perceba a fraude.

A Polícia Federal alerta para que a população tenha um antivírus instalado no computador e tome cuidado ao abrir e-mails suspeitos. Na dúvida, deve contactar lojas para conferir o número do boleto ao comprar na internet.

Aviso

  • Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.
  • Os espaços de comentários em nossos artigos são destinados a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou e-mail válido)