Casa das Apostas Online Betway

Últimas Notícias

SAIBA MAIS AQUI - FAÇA CLICK

Estado Islâmico executa 35 policiais, mulheres e crianças no Iraque

Estado Islâmico executa 35 policiais, mulheres e crianças no Iraque

Após a execução, centenas de famílias abandonaram a região

Estado Islâmico executa 35 policiais, mulheres e crianças no Iraque
Estado Islâmico executa 35 policiais, mulheres e crianças no Iraque

O grupo jihadista Estado Islâmico (EI) assassinou a sangue frio neste sábado 35 pessoas, entre policiais e parentes dos agentes de segurança, incluindo mulheres e crianças, na província de Al Anbar, no oeste do Iraque. Uma fonte policial disse à Agência Efe que o massacre ocorreu na região de Albu Farach, perto de Ramadi, capital de Al Anbar. Entre as vítimas, 18 eram policiais e 17 membros de suas famílias.

Os agentes foram mortos porque pertenciam às forças governamentais. Já seus parentes morreram por prestar socorro e fornecer alimentos às tropas leais ao governo. Após a execução, centenas de famílias abandonaram a região temendo sofrer o mesmo tipo de punição dos jihadistas.

.

Vários xeques tribais da província de Al Anbar alertaram sobre a o possibilidade de o EI seguir praticando massacres como o de hoje se o governo não enviar reforços à região. Ontem, os extremistas lançaram um ataque contra Albu Farach, separada de Ramadi pelo rio Eufrates, e conseguiram tomar o controle de amplas regiões após intensos combates com as forças de segurança.

A ofensiva contra Ramadi, situada a 110 quilômetros ao oeste de Bagdá, ocorre dez dias depois de o Exército iraniano, apoiado por milícias xiitas, ter recuperado o controle da cidade de Tikrit, capital da província de Saladino.

Na última quarta-feira, o primeiro-ministro do país, Haidar al Abadi, garantiu que a próxima região a ser libertada das mãos do EI será a província de Al Anbar. “A próxima batalha será em Al Anbar, que libertaremos completamente. Assim como ganhamos em Tikrit, venceremos em Al Anbar”, afirmou Al Abadi.

EFE

Aviso

  • • Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.
  • • Os espaços de comentários em nossos artigos são destinados a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou e-mail válido)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *