FENICS 2019 - ACI

Obtenha mais clientes com a sua ficha do Google

Inicio » Minas Gerais » Sul de Minas » MG – Médico cubano é acusado de abuso sexual por paciente em Minas Gerais

MG – Médico cubano é acusado de abuso sexual por paciente em Minas Gerais

MG – Médico cubano é acusado de abuso sexual por paciente em Minas Gerais

MG - Médico cubano é acusado de abuso sexual por paciente em Minas Gerais
MG – Médico cubano é acusado de abuso sexual por paciente em Minas Gerais

.

.

Um médico cubano, de 54 anos, do programa Mais Médicos, foi acusado por uma paciente, de 57 anos, de tê-la abusado sexualmente, dentro do consultório, no Posto de Saúde, no Centro de Passos, no Sul de Minas.

Segundo o boletim de ocorrência registrado pela Polícia Militar, a mulher contou que foi fazer uma consulta com o clínico geral. Dentro do consultório, o médico teria descido sua calça, exibido o pênis e esfregado o órgão sexual em suas nádegas e vagina, porém, sem penetração. A mulher disse ainda que o homem acariciou o seu seio, beijou seu pescoço e ela sentiu um líquido molhado saindo do seu pênis.

Neste momento, ele teria se afastado, ejaculado num papel e jogado na lixeira. Antes que a mulher saísse do consultório, o homem ainda teria beijado seu rosto. Ao sair da sala, a mulher contou o ocorrido para o namorado, que a esperava do lado de fora.

Eles então chamaram a polícia. O médico admitiu aos agentes que o sêmem na lixeira era dele, porém, ele alegou que teria se masturbado sem a presença da paciente no consultório. Disse que ela teria problemas psiquiátricos e que inventou essa história porque desejaria ter um relacionamento amoroso com ele.

A mulher relatou que esta foi a quarta vez que foi abusada pelo cubano e que teria gravado esta última consulta em seu celular. Contou que sofre de depressão e por isso toma remédios controlados. Disse também que o médico a coagiu a não contar para ninguém as agressões e por isso teme por sua vida.

Aos policiais, uma testemunha afirmou que outras pacientes já relataram tentativas do médico de beijá-las. O papel com o sêmem do suspeito foi recolhido para ser periciado. Os envolvidos foram conduzidos para Delegacia de Plantão de Passos.

.

.

Em nota, o Ministério da Saúde informa que teve ciência do caso e que o profissional foi afastado de suas atividade, até a conclusão das investigações. Segundo o órgão, também será instaurado um processo disciplinar para apuração da conduta do médico, “assegurado o direito de resposta e ampla defesa”. O Ministério solicitou “visita técnica do supervisor do programa à Unidade Básica de Saúde com envio de relatório de supervisão, para avaliação da conduta do médico no âmbito do Projeto”.

.

Aviso: Nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto e esperamos que as conversas nos comentários de artigos do JORNAL MONTES CLAROS sejam respeitosas e construtivas.Os espaços de comentários em nossos artigos são destinados a discussões, debates sobre o tema e críticas de ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão tolerados de maneira nenhuma e nos damos ao direito de ocultar/excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, preconceituoso, calunioso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem nome completo e/ou e-mail válido)



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *